Última hora

Em leitura:

Tupac Shakur "renasce" no grande ecrã e volta a faturar milhões


cinema

Tupac Shakur "renasce" no grande ecrã e volta a faturar milhões

O filme “All Eyez on Me” estreou em junho e logo na primeira noite de exibição nos Estados Unidos faturou 3,1 milhões de dólares. Após duas semanas e meia nas salas, a biopic focada em Tupac Shakur, o “rapper” e ator norte-americano assassinado há vinte anos em Las Vegas, tinha faturado mais de 50 milhões de dólares (44 milhões de euros) em todo o mundo — 43,3 milhões (38 milhões de euros) só nas bilheteiras americanas.

Ainda assim, o filme ficou abaixo das expetativas de “box office” (bilheteira), animadas por antecipação pelo sucesso em 2015 de “Straight Outta Compton”, o biopic do grupo N.W.A e um dos filmes mais injustiçados na controversa entrega dos Óscares do ano passado.


Demetrius Ship Junior encarna “Tupac” no grande ecrã e destaca o papel do “rapper” na sociedade norte-americana: “Ele representou a voz do povo. Falou de problemas reais por todo o mundo e a música dele criava empatia com toda a gente, no geral.”


Natural da Suíça, mas com passaporte americano, Kat Graham dá corpo a “Jada Pinket.”

Para a atriz que dá corpo e voz à atual mulher do ator Will Smith e uma das famosas amigas de escola de Tupac na vida real, Tupac foi “alguém que inspirou muita gente, com uma mensagem forte na música que fez e até nas entrevistas que deu. É intemporal!”








Escolhas do editor

Artigo seguinte
"Homem-Aranha: O Regresso a Casa" une Marvel e Sony

cinema

"Homem-Aranha: O Regresso a Casa" une Marvel e Sony