Última hora

Em leitura:

Presidente turco contesta Marcha pela Justiça e acusa oposição de terrorismo


Turquia

Presidente turco contesta Marcha pela Justiça e acusa oposição de terrorismo

O presidente da República da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, acusou o principal partido da oposição, o Partido Republicano do Povo (CHP, sigla em língua turca), de alinhar com quem definiu como terroristas.

Em causa, a chamada Marcha Pela Justiça, que começou dia 15 de julho, organizada pelo líder do CHP. O objetivo é protestar contra a detenção de um deputado.

Enis Berberoglu foi condenado a 25 anos de prisão, acusado pela Justiça turca de ter “revelado segredos de Estado.”




A marcha, de mais de 400 quilómetros, partiu da capital Ancara e deverá terminar perto de Istambul, onde se encontra preso o deputado do CHP.

Segundo Kemal Kilicdaroglu, líder do CHP, o protesto tem vindo a “agitar consciências” e conttibuiu para que as pessoas pudessem começar a falar abertamente sobre os problemas que enfrentam.

Kilicdaroglu disse ainda que as pessoas protestam porque sofrem injustiças e não podem recorrer ao sistema judicial turco, porque este se encontra inacessível.