Última hora

Em leitura:

A vitória de Federer em Wimbledon teve mais do que um recorde


Reino Unido

A vitória de Federer em Wimbledon teve mais do que um recorde

O oitavo título do tenista suiço, Roger Federer, em Wimbledon acarreta uma série de outros recordes: o de títulos (19) e de encontros ganhados (321) em Grand Slam (19), o de tenista mais velho de sempre a vencer – com 35 anos e 342 dias – no All England Club e o do número de encontros vencidos em Londres (91).

“Tenho de parar mais vezes. Vou desaparecer durante mais seis meses , só não sei se vai funcionar. Ganhar hoje só foi possível por estar saudável. Estar de volta aqui, sentir-me fabuloso, segurar no troféu, depois de não ter cedido um set, é mágico. Ainda não consigo acreditar”, disse Federer aos jornalistas.




Federer disse que o rival croata era “um héroi”

Federer disse ainda desejar encontrar o seu rival de croata numa melhor ocasião. “É cruel. Ele lutou bem, é um herói. Parabéns por um torneio maravilhoso, devias estar muito orgulhoso”.

Já o croata, que pode alegrar-se com o facto de ter sido apenas o segundo tenista do seu país, depois de Goran Ivanisevic em 2001, a disputar a final, confessou que deseja poder voltar ao último encontro de Wimbledon.

“Nunca desisti durante a minha carreira e foi isso que fiz hoje. Dei o meu melhor e era o máximo que conseguia fazer. Tive uma jornada incrível aqui, joguei o melhor ténis da minha vida. Quero agradecer à minha equipa e a todos os meus fãs na Croácia. Hoje, foi muito difícil”, assumiu.