Última hora

Última hora

Itália reforça policiamento sobre refugiados

As medidas da União Europeia para os refugiados estão a provocar uma grande pressão sobre a Itália. Agora, os refugiados que ambicionam sair de Itália e chegar ao norte da Europa podem ter os planos condicionados pelo reforço do policiamento nas estações de comboios.

Em leitura:

Itália reforça policiamento sobre refugiados

Tamanho do texto Aa Aa

As medidas da União Europeia para os refugiados, que, em grande parte, determinam o destino dos estrangeiros requerentes de asilo e dos imigrantes económicos que entram no espaço europeu, estão a provocar uma grande pressão sobre a Itália.

Agora, os refugiados que ambicionam sair de Itália e chegar ao norte da Europa podem ter os planos condicionados pelo reforço do policiamento nas estações de comboios.

“Tentei entrar no comboio, mas havia policiais. Eles disseram que os que não tinham bilhete tinham de sair do comboio,” revelou um refugiado que se identificou como Saddam.

Para o especialista em assuntos de refugiados, Francesco Cherubine, o sistema europeu de partilha de refugiados é horrível chegarem a Itália, dado o horrível sistema de partilha de refugiados, a maioria deles é obrigada a ficar aqui. A Itália, para evitar esta consequência, não recolhe impressões digitais e eles espalham-se pela Europa.”

Enquanto a Itália aceita navios que transportam migrantes, outras nações do Mediterrâneo, como Espanha e França recusam. Entretanto a Áustria ameaça, repetidamente, fechar as fronteiras para controlar o afluxo de refugiados.

Desde janeiro, 110 mil imigrantes chegaram à Europa através do Mediterrâneo, 80% desembarcaram em portos italianos.