Última hora

Em leitura:

A 7ª edição do Rota da Seda chega ao fim na cidade chinesa de Xian


Desporto

A 7ª edição do Rota da Seda chega ao fim na cidade chinesa de Xian

Chega ao fim a sétima edição do Rali Rota da Seda, que uniu cidades da Rússia, do Cazaquistão e da China.

Nos carros, os franceses da Peugeot dominaram as provas desde a primeira semana. Sébastien Loeb e Stephane Peterhansel dominaram nas primeiras duas provas.




Loeb brilhou na prova quatro, quando Peterhansel perdeu três horas depois de um aparatoso acidente, mas aquele que foi nove vezes campeão mundial de ralis acabou por sofrer com igual sorte, já na nona etapa.




Sébastien Loeb teve um acidente com o Peugeot 3008 DRK, vencido pelos terrenos arenosos da prova. Sofreu um acidente numa mão e, com um dedo deslocado, foi aconselhado pelo médico a abandonar a prova.

Uma oportunidade para o companheiro de equipa, Cyril Despres, que assumiu o controlo do Rota da Seda na última semana, conseguindo assim a segunda vitória consecutiva.




Domínio russo nos camiões

Nos camiões, Martin Kolomy, da Tatra, não poderia ter começado da melhor maneira, vencendo as primeiras quatro provas.

No entanto, assim que os homens da Kamaz Master assumiram o controlo, o domínio russo tornou-se praticamente inequívoco até à China.




Dmitry Sotnikov venceu a quinta prova e a armada azul ficou com o caminho livre para para liderar, com exceção da décima-primeira prova, cujo triunfo foi, mais uma vez, de Kolomy.

A última prova dos camiões foi totalmente dominada pelos russos, com Sotnikov, Anton Shibalov e o campeão de 2016, Airat Mardeev na liderança.