Última hora

Governo alemão ordena recolha de 22 mil Porsches

Alemanha ordena recolha de 22 mil Porsches Cayenne por adulteração dos testes de emissões poluentes

Em leitura:

Governo alemão ordena recolha de 22 mil Porsches

Tamanho do texto Aa Aa

O governo alemão ordenou na quinta-feira a recolha de cerca de 22 mil automóveis da marca Porsche, na sequência da descoberta de um sistema que ativa a redução de emissões poluentes unicamente no momento dos controlos.

O dispositivo encontrado nos modelos Cayenne constitui um sistema “ilegal”, declarou à imprensa o ministro dos Transportes alemão Alexander Dobrindt. Os veículos que ainda estão em fábrica não terão autorização para circular enquanto não estiverem em conformidade com as normas: “Não há explicação para a existência deste software neste carro. Foi retirada a autorização para este veículo. Não poderão ser colocadas mais unidades no mercado”, disse Dobrindt.

Os modelos afetados por esta chamada às oficinas estão equipados com motores 3L TDI Euro 6 fabricados pela Audi, uma outra marca do grupo Volkswagen, e são atualmente 22 mil em circulação em toda a Europa, 7.500 dos quais na Alemanha, de acordo com os dados divulgados pelo ministério dos Transportes alemão.

Na terça-feira, Dobrindt anunciara a criação de uma nova entidade, responsável pela realização de testes de emissões poluentes. O organismo reunirá consumidores, governos locais e grupos ambientais. A medida pretende recuperar a confiança do mercado, assegurando mais transparência nos testes automóveis.

O posterior licenciamento de novos veículos ficará a cargo da Organização Federal de Transportes (KBA), autoridade responsável na Alemanha pela inspeção e regulação automóvel.

Desde que a Volkswagen reconheceu ter ludibriado os testes de emissões dos motores diesel, em Setembro de 2015, o governo alemão tem sido acusado de nada ter feito para impor o respeito das regras à indústria automóvel.