Última hora

Em leitura:

Rebelião no exército venezuelano


Venezuela

Rebelião no exército venezuelano

Uma rebelião contra a tirania assassina de Nicolás Maduro. Foi desta forma que um grupo de militares descreveu a ação de sublevação levada a cabo este domingo no estado de Carabobo, no Centro-Norte da Venezuela. O porta-voz, que se identificou como Capitão Juan Caguaripano, assegurou não se tratar de um Golpe de Estado mas sim de uma ação cívica e militar para restabelecer a ordem constitucional e salvar o país da destruição total.

A rebelião acabou por ser controlada por outra fação do exército, de acordo com Diosdado Cabello. O vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela, que se encontra no poder, usou as redes sociais para classificar esta ação como um ataque terrorista, acrescentado que foram detidas várias pessoas.

A base militar tomada pelos insurrectos encontra-se a 160 quilómetros de Caracas e acolhe a principal unidade de blindados do exército venezuelano.