Última hora

Três opositores de Hong Kong condenados a penas de prisão

Foram os organizadores dos protestos pró-democracia de 2014.

Em leitura:

Três opositores de Hong Kong condenados a penas de prisão

Tamanho do texto Aa Aa

Hong Kong começa a provar os efeitos da “democracia à chinesa” – três ativistas, organizadores dos protestos pró-democracia de 2014, foram condenados a penas de prisão efetivas. O tribunal de segunda instância de Hong Kong reviu as condenações dadas no ano passado, que tinham sido de pena suspensa.

Nathan Law, Joshua Wong e Alex Chow tinham organizado a onda de protestos conhecida como “movimento dos guarda-chuvas”: “Acreditamos que o povo unido jamais será vencido. A nossa coragem e determinação em lutar por eleições livres e democracia vai continuar, nesta batalha a longo prazo”, disse Wong à saída do tribunal.





À porta do tribunal, vários manifestantes pró-Pequim pediam prisão para os três opositores, enquanto vários apoiantes dos três homens invadiram os carros celulares que os transportaram no fim do julgamento. Pelo menos uma pessoa foi detida. Desde a passagem de poderes entre a Grã-Bretanha e a China, em 1997, o território tem sido governado segundo o lema “um país, dois sistemas”. No entanto, a influência de Pequim na política local é cada vez mais evidente.

O movimento dos guarda-chuvas, em 2014, foi uma série de ocupações pacíficas de ruas, pela instauração de um sistema totalmente democrático e contra a restrição dos candidatos às eleições locais aos designados pelo Partido Comunista Chinês.