Última hora

Minuto de silêncio em Turku depois do atentado com arma branca

O presidente finlandês fala numa "violência incompreensível".

Em leitura:

Minuto de silêncio em Turku depois do atentado com arma branca

Tamanho do texto Aa Aa

Com Lusa

Os finlandeses fizeram um minuto de silêncio na localidade de Turku, sudoeste do país, em memória das duas mulheres que morreram num atentado levado a cabo na sexta-feira e do qual resultaram mais oito feridos, seis dos quais, mulheres.

Um jovem de nacionalidade marroquina, de 18 anos, esfaqueou várias pessoas em plena rua. Chegou ao país nórdico em 2016 e era requerente de asilo.

O atacante continua internado nos cuidados intensivos depois de ter sido alvejado numa perna. As duas vítimas mortais são uma mulher de 67 anos e uma adolescente de 15.

Em conferência de imprensa, o presidente da República da Finlândia, Sauli Niinistö, disse que o país se encontrava em “estado de choque.”

“Estamos todos chocados com a incompreensível violência do atacante”, disse o presidente finlandês.

“Quero expressar os meus sentimentos aos familiares das vítimas. Desejo, por outro lado, que aqueles que ficaram feridos recuperem de forma rápida”, concluiu.

Quatro pessoas, de nacionalidade marroquina, foram detidas no decorrer da investigação, num apartamento em Turku.

A polícia finlandesa procura uma possível relação entre o que aconteceu na sexta-feira e os atendados na Catalunha, nos quais morreram duas cidadãs portuguesas. As autoridades contam com a cooperação da Interpol.