Última hora

Exército de Libertação do Povo Chinês em Macau após tufão

Em leitura:

Exército de Libertação do Povo Chinês em Macau após tufão

Tamanho do texto Aa Aa

Nas ruas de Macau pela primeira vez desde a transferência do território de Portugal para a China, em 1999, estão cerca de um milhar de militares do Exército de Libertação do Povo Chinês.

Ao abrigo da Lei de Estacionamento de Tropas na Região Administrativa Especial de Macau, o Governo pode pedir ao Governo Popular Central o auxílio da Guarnição em Macau, para manter a ordem pública ou acorrer a calamidades. Foi este último o caso depois da passagem destruidora do tufão Hato, o pior dos últimos 50 anos e que vitimou nove pessoas e fez 244 feridos. Pequim autorizou e as operações de limpeza e recuperação prosseguem.


Depois de um pedido de desculpa por parte do Executivo à população por falta de medidas suficientes, foi já anunciada a previsão de um novo tufão em Macau, no próximo domingo, pelo meio dia local, cinco da manhã em Lisboa.