This content is not available in your region

Catalunha quer mostrar que "não tem medo" dos jiadistas

Access to the comments Comentários
De  Antonio Oliveira E Silva
Catalunha quer mostrar que "não tem medo" dos jiadistas

<p><strong>Com Efe e Lusa</strong></p> <p>Cerca de <strong>16 mil pessoas</strong> participaram numa manifestação na estância balenar catalã de <strong>Cambrills</strong>, na <strong>Costa Dourada</strong>, contra os ataques jiadistas que tiveram lugar há cerca de uma semana na região autónoma espanhola da <strong>Catalunha</strong>.</p> <p>Foi nesta localidade, situada na província de <strong>Tarragona</strong>, que um alegado grupo de jiadistas atacou seis pessoas, matando uma, que acabou por morrer no hospital. Os <strong>cinco homens</strong> foram abatidos por agentes da polícia autónoma da Catalunha, os <strong>Mossos d’Esquadra</strong>.<br /> <br /> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="und" dir="ltr">El rei Felip VI assistirà el dissabte a la manifestació contra el terrorisme de <a href="https://twitter.com/hashtag/Barcelona?src=hash">#Barcelona</a><a href="https://t.co/6Eo1LzBSgi">https://t.co/6Eo1LzBSgi</a></p>— 324.cat (@324cat) <a href="https://twitter.com/324cat/status/900845930240409602">24 de agosto de 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script><br /> <br /> Os membros da polícia autónoma, assim como trabalhadores dos serviços de emergência receberam aplausos durante a manifestação com o lema <strong><em>Tots som Cambrills</em></strong> (Todos somos Cambrills, em língua catalã).</p> <p>Participaram também representantes do Governo espanhol, da <strong><em>Generalitat</em></strong> (Governo autónomo da Catalunha), assim como <strong>Pedro Sánchez</strong>, secretário-geral do <strong><span class="caps">PSOE</span></strong>, Partido Socialista Operário Espanhol, maior força de oposição no Congresso dos Deputados (câmara baixa) e a presidente da Câmara de Barcelona, <strong>Ada Colau</strong>.<br /> <br /> <strong>Manifestação em Barcelona este sábado</strong><br /> <br /> Prevê-se que milhares de pessoas marquem presença na manifestação contra os atentados, que terá lugar este sábado, em Barcelona, com o lema <strong><em>No tinc por</em></strong> (Não tenho medo, em catalão).</p> <p>Horas antes dos ataques em Cambrills, um jiadista atropelou dezenas de pessoas em pleno centro de Barcelona, nas <strong><em>Ramblas</em></strong>, as conhecidas avenidas da capital catalã.<br /> <br /> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="und" dir="ltr">Tot el què cal saber per anar a la manifestació <a href="https://twitter.com/hashtag/NoTincPor?src=hash">#NoTincPor</a>. Com arribar i consells pràctics <a href="https://t.co/b0jVi7lLFE">https://t.co/b0jVi7lLFE</a> <a href="https://t.co/aVBBT23qWs">pic.twitter.com/aVBBT23qWs</a></p>— 324.cat (@324cat) <a href="https://twitter.com/324cat/status/901183403734781952">25 de agosto de 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script><br /> <br /> Morreram <strong>15 pessoas</strong>, duas das quais eram <strong>cidadãs portuguesas</strong>, uma mulher de 74 anos e a sua neta de 20.</p> <p>Para além do presidente do Governo espanhol, <strong>Mariano Rajoy</strong>, espera-se também a presença do <strong>Rei Felipe VI</strong>, assim como membros do Governo nacional, autónomo da Catalunha e de outras Comunidades espanholas. <br /> <br /> <strong>Rajoy apela a participação massiva</strong><br /> <br /> Mariano Rajoy pediu a todos os espanhóis para participarem na manifestação e manifestou o seu <strong>“carinho”</strong> pela Catalunha e pela cidade de Barcelona.</p> <p>Rajoy teceu ainda elogios aos <strong><em>Mossos d’Esquadra</em></strong>, depois da força autónoma ter sido criticada por alegadamente não se preocupar em <strong>coordenar informação</strong> com o <strong>Corpo Nacional de Polícia</strong> (as forças de segurança nacionais espanholas) acerca de alegados jiadistas, o que teria contribuído para que alguns deles pudessem movimentar-se sem grandes preocupações em diferentes países europeus.<br /> <br /> <blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="und" dir="ltr">16.000 persones, segons la policia local, han assistit a la manifestació <a href="https://twitter.com/hashtag/NoTincPor?src=hash">#NoTincPor</a> que s’ha fet a Cambrils <a href="https://t.co/EarSk30cgi">https://t.co/EarSk30cgi</a> <a href="https://t.co/9W1ypTSzPA">pic.twitter.com/9W1ypTSzPA</a></p>— 324.cat (@324cat) <a href="https://twitter.com/324cat/status/901172455653482496">25 de agosto de 2017</a></blockquote><br /> <script async src="//platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script><br /> <br /> As declarações de Rajoy tiveram lugar a pouco mais de um mês do referendo sobre a independência da Catalunha anunciado pela <strong><em>Generalitat</em></strong>.</p>