Última hora

Nova Iorque declara guerra ao tabaco

Em leitura:

Nova Iorque declara guerra ao tabaco

Tamanho do texto Aa Aa

Um maço de cigarros a 13 dólares e a redução do número de pontos de venda de tabaco são algumas das medidas com que Nova Iorque reforça a luta contra o tabagismo. O presidente da Câmara da cidade aprovou ontem sete medidas para travar um consumo que todos os anos será responsável por mais de 12 mil mortes na cidade.

A subida do preço do maço de cigarros em dois dólares e meio, deverá reduzir o consumo de tabaco em 6,4% quando o objetivo da câmara é de fazer com que 160 mil nova-iorquinos abandonem o fumo até ao final da década.

“Neste momento Nova Iorque tem mais lojas de tabaco do que cafés e pizarias juntos. Para onde quer que nos viremos, i nfelizmente, existe sempre uma loja que vende cigarros. Isto tem que mudar. Nós vamos pôr fim à venda destes produtos perigosos nas farmácias. Trata-se de banir totalmente a venda de tabaco nas farmácias”, afirmou Bill de Blasio.

As medidas visam igualmente o chamado cigarro eletrónico com um novo imposto de 10% sobre os produtos derivados do tabaco que deverão gerar cerca de um milhão de dólares anuais destinados a construir novos alojamentos sociais. Uma mensagem restritiva mas solidária destinada aos cerca de 1 milhão de fumadores de Nova Iorque.