Última hora

A onda mexicana de solidariedade depois do terramoto

Autoridades avisam que já têm os meios humanos necessários para resgate e distribuição de mantimentos.

Em leitura:

A onda mexicana de solidariedade depois do terramoto

Tamanho do texto Aa Aa

O tremor de terra de terça-feira deixou mais de duzentos mortos no México. Para além da tragédia, os cidadãos enfrentam agora outros problemas: dezenas de infraestruturas e prédios inteiros colapsaram, só na capital.

Há famílias sem casa ou impedidas de regressar a casa. Vários bairros ficaram sem acesso a água potável e eletricidade. Muitas escolas foram fechadas nas regiões afetadas, algumas, porque deixaram de existir.

O presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, ativou um plano de emergência, mas as equipas de resgate parecem não estar sozinhas.




Onda de solidariedade mexicana

Em todo o México e mesmo no estrangeiro, milhares de pessoas decidiram deslocar-se às regiões afetadas e oferecer a sua ajuda.

Por todo o lado, formaram-se grupos, distribuiram-se mantimentos e assistiram-se sobreviventes.

Os restaurantes da Cidade do México ofereceram refeições a quem não poderia ir para casa. Houve também quem, com a sorte de não ter a casa arrasada pelo terramoto, tenha decidido abrir as portas pessoas temporariamente sem abrigo.

As autoridades disseram que, na Cidade do México, os meios humanos são mais do que suficientes, ainda que as equipas de resgate continuem numa corrida contra o tempo.

Com NBC News