Última hora

Minas Gerais: Crianças e educadora mortas em incêndio provocado

Ataque teve lugar num bairro popular da cidade de Janaúba. Creche funcionaria sem autorizações necessárias.

Em leitura:

Minas Gerais: Crianças e educadora mortas em incêndio provocado

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos oito crianças e uma educadora de infância morreram num incêndio numa creche da cidade de Janaúba, no norte do estado brasileiro de Minas Gerais.

O incêndio terá sido intencional, provocado por um dos trabalhadores da creche de um centro municipal de educação infantil, um homem de 50 anos, que terá lançado alcool sobre várias crianças e adultos e sobre si próprio.

Segundo a Agência Brasil, duas crianças de quatro anos, internadas em estado grave, acabaram por morrer no Hospital de Montes Claros, onde continuam internadas 11 pessoas, 9 das quais, crianças, todas em estado grave.




Inicialmente, o número de vítimas mortais era de sete. O médico responsável pela equipa que atendeu as vítimas, disse que, graças à atuação conjunta de polícias, bombeiros e voluntários, foi possível fazer todos os atendimentos e evitar mais mortes.



Mais de 40 pessoas ficaram feridas, alguns dos quais, com gravidade, tendo sido transportados para um hospital da cidade de Belo Horizonte, a cerca de 600 quilómetros de Janaúba.

As autoridades dizem que o homem sofreria de “perturbações mentais”. Em 2014, segundo o diário Estado de Minas, o homem começou a apresentar problemas psiquiátricos.

De acordo com a prefeitura (Câmara Municipal) de Janaúba, no entanto, o responsável pelo ataque nunca teve qualquer problema de ordem disciplinar, em quase 10 anos.

Com agências