Última hora

Mobilização anti-Putin em várias cidades russas

A grande reivindicação assenta na participação de Navalny nas eleições presidenciais do próximo ano.

Em leitura:

Mobilização anti-Putin em várias cidades russas

Tamanho do texto Aa Aa

Foi um cenário que se reproduziu em várias cidades russas: centenas de manifestantes, em grande parte jovens estudantes, desfilaram pelas ruas com cânticos de protestos contra Vladimir Putin e a favor do seu adversário, Alexeï Navalny.

A grande reivindicação assenta na participação de Navalny nas eleições presidenciais do próximo ano. Em Moscovo, um dos participantes dizia que estas pessoas batem-se “por uma Rússia sem Putin, porque o poder hoje em dia tornou-se feudal, sem liberdade de expressão, nem de escolha”.

Tudo isto aconteceu no dia em que o contestado presidente russo celebrava 65 anos. Navalny não compareceu, uma vez que se encontra a cumprir 20 dias de prisão precisamente por ter convocado outro protesto não autorizado.

Os apelos que tem lançado à mobilização valem-lhe críticas como a de um moscovita: “Mesmo tendo direito a uma carreira política, que muita gente apoia, não é correto instigar ajuntamentos não autorizados para obter ganhos políticos”.

Em São Petersburgo, cidade natal de Putin, registaram-se confrontos com a polícia. Em todo o país, mais de 200 manifestantes foram detidos.