Última hora

Última hora

Vinho azul espanhol quer conquistar o mundo

As autoridades espanholas recusam considerar o Gik Live um vinho devido à sua cor azul.

Em leitura:

Vinho azul espanhol quer conquistar o mundo

Tamanho do texto Aa Aa

Está o mundo preparado para beber vinho azul?
Um grupo de cinco amigos de Bilbao, Espanha, acredita que sim. Produzido a partir de uvas vermelhas e brancas das zonas de La Rioja, Navarra e Zaragoza, Gik Live é o resultado de três anos e meio de investigação. Contudo, em nenhum lugar do rótulo está escrito vinho. O líquido azul, com uma percentagem de 11,5 de alcool, não foi autorizado a intitular-se vinho pelas autoridades espanholas e europeias devido, precisamente, à sua cor.

Taig McCarthy é um dos criadores da bebida. O produtor garante que não são usados corantes para alcançar a cor azul, mas admite que o Gik Live não é para todos os gostos. “O que fizemos foi misturar diferentes tipos de uvas e então extraimos o pigmento da pela da uva vermelha, que se chama antocianina. É assim que surge a cor azul, por isso é cem por cento feito com uvas. Alguns dirão que é doce, outros que não é suficientemente doce. Nós pensamos que é fácil de beber e é nisso que apostamos”, refere.

A lei espanhola especifica apenas três cores para o vinho: tinto, branco e rosé. Para o presidente da Conferência Espanhola de Conselhos Reguladores Vitivinícolas, David Palacios, o Gik Live não é um vinho tradicional e por isso não deve ser considerado como tal: “Há que deixar claro o que é uma coisa e o que é outra e não tentar enganar o consumidor. Devemos dizer-lhe claramente o que ele está a beber.”

Os produtores do Gik Live consideram a decisão injusta, uma vez que é feito com 100 por cento de uvas. No supermercado a garrafa é vendida na secção outras bebidas alcoolicas e custa cerca de oito euros.

por João Paulo Godinho