Última hora

Última hora

Democratas celebram vitórias nas estaduais da Virgínia e Nova Jérsia

Bill de Blasio renova mandato à frente da cidade de Nova Iorque, com mais de 60% dos votos.

Em leitura:

Democratas celebram vitórias nas estaduais da Virgínia e Nova Jérsia

Tamanho do texto Aa Aa

O Partido Democrata dos Estados Unidos elegeu dois governadores, nos estados de Virgínia e de Nova Jérsia, os únicos em jogo este ano, na véspera do primeiro aniversário da vitória do republicano Donald Trump nas presidenciais.

Em Nova Jersey, até agora liderada por Chris Christie, que chegou a fazer campanha por Trump em 2016, a eleição foi ganha pelo democrata Philip Murphy.

Christie é governador desde 2010, mas não se recandidatou porque não podia cumprir um terceiro mandato. Assim, Murphy derrotou a vice-governadora do estado, Kim Guadagno.

Com 71% dos resultados apurados, Murphy obteve 55,6% dos votos, enquanto Guadagno conseguiu 42,5%.

No estado da Virgínia, os democratas mantiveram-se no poder graças à vitória do candidato Ralph Northam contra o republicano, Ed Gillespie.

Com o escrutínio quase concluído (99%), Northam obteve 53,6% dos votos, contra os 45,2% de Gillespie, que já se tinha afastado de Trump, sublinhando um perfil mais moderado num estado em que os democratas se têm fortalecido nas últimas décadas.

Apesar desta estratégia, Gillespie centrou a sua campanha na rejeição da imigração ilegal.

Virgínia faz História: Candidata transgénero eleita para assembleia local

O estado de Virgínia assistiu também a uma vitória pioneira: a candidata democrata Danica Roem venceu o republicano Bob Marshall na assembleia local, tornando-se a primeira mulher abertamente transgénero nessa função.

Além das eleições nos estados de Virgínia e Nova Jersey, destacam-se ainda eleições locais em Nova Iorque, onde o atual presidente da câmara, o democrata Bill de Blasio, venceu com 64,5% dos votos contra a rival republicana Nicole Malliotakis, que só conseguiu 29,7%.

Apesar das derrotas do seu partido, Trump afirmou que os republicanos “vão continuar a ganhar, ainda mais que antes”.

Estas eleições aconteceram na véspera do primeiro aniversário da vitória de Trump em 2016.

Apesar da derrota em Nova Jersey, os republicanos continuam a controlar a maioria dos estados, com governadores em 33 dos 50 estados, enquanto os democratas têm 16 e o Alasca é governado por um independente.

Com Lusa