Última hora

Última hora

Tomada de posse no Parlamento

Quase metade dos novos deputados chega pela primeira vez ao Parlamento, que terá como presidente Elisabeth Koestinger.

Em leitura:

Tomada de posse no Parlamento

Tamanho do texto Aa Aa

Não faltaram caras novas – entre elas a de Sebastian Kurz – na cerimónia de tomada de posse dos deputados no Parlamento austríaco.

O país elegeu em outubro o conservador Kurz, o mais jovem chanceler de sempre, que encetou negociações para formar um executivo de coligação com o Partido da Liberdade (FPÖ), de extrema-direita.

Na cerimónia, os deputados da formação prescindiram da flor que transportam regularmente ao peito e que também foi símbolo dos nazis ilegais no país. Em vez disso, colocaram à lapela uma edelvaisse, também chamada pé-de-leão.

“Um novo período legislativo é também a oportunidade de um novo começo. Penso que se retrocedermos até às eleições e também até ao ano passado perceberemos que é preciso mudar algumas coisas. Principalmente a forma como comunicamos”, disse, durante um discurso no Parlamento, Sebastian Kurz, líder do Partido Popular Austríaco (ÖVP).

Quase metade dos novos deputados chega pela primeira vez ao Parlamento, que terá como presidente Elisabeth Koestinger.

Derrotados pela segunda vez desde a II Guerra Mundial, os sociais-democratas ficaram para trás no escrutínio de 15 de outubro. O prenúncio da chegada de um executivo mais rígido com as questões da imigração. Quer a formação de Kurz quer o Partido da Liberdade fizeram campanha em nome de mais controlo da imigração, mais rapidez na deportação de pessoas com pedidos de asilo recusados, e maior controlo do radicalismo islâmico.