Última hora

Última hora

Teddy Riner faz história ao conquistar 10º título mundial

Judoca francês Teddy Riner conquistou o seu 10º título mundial no Campeonato de Marraquexe

Em leitura:

Teddy Riner faz história ao conquistar 10º título mundial

Tamanho do texto Aa Aa

No primeiro dia do Campeonato Mundial de Judo, todas as categorias, em Marraquexe, Teddy Riner conquistou o seu 10º título mundial.

O francês começou por afastar Iurii Krakovetskii, do Quirguistão.

Riner confirmou o excelente momento de forma no segundo combate ao bater o campeão europeu, Guram Tushishvili, da Geórgia, que é apontado como o único que consegue fazer frente a Riner

Apesar de ter levado Riner até ao limite em Budapeste, desta feita 2 waza-ari colocaram Tushishvili no sítio, e o tão aguardado confronto, que poderia ter sido na final, terminou favorável a Riner.

Com Tushishvili fora do caminho, Riner avançou para o terceiro combate e eliminou Facial Jaballah, da Tunísia, começando por somar waza-ari e concluindo com ippon.

Na quarta ronda a vitória do judoca francês foi conseguida por ippon. Resultado de um fantástico uchi-mata sobre Temuulen Battulga, da Mongólia.

Nas meias-finais, Riner superou o judoca cubano Andy Granda e ficou a apenas uma vitória de décimo título mundial.

No espaço VIP, pedimos ao judoca David Douillet um comentário sobre as conquistas de Riner: “É fantástico. É especialmente fantástico para o Teddy e também para o judo francês. Estou muito feliz por ter uma pessoa como o Teddy no nosso grupo e que o judo francês esteja no ponto mais alto em cada competição mundial. É tão importante, é raro ter atletas assim. O Teddy é uma exceção na história do judo.”

O adversário de Riner na final foi o belga Toma Nikiforov , que também realizou o movimento do dia com um lançamento espetacular contra o marroquino Adil Hajji.

O judoca de menos de 100 quilos mostrou uma atração particular pelos campeonatos de peso aberto. Na final foi um verdadeiro David contra Golias.

No entanto, nesta história é o Golias que ganha. A caminhada e Riner não seria interrompida. O francês fez dois Waza-ari enquanto Nikiforov lutava para conter o poder do adversário.

Apesar de Riner não ter conseguido um ippon matador, com o final do combate a enormidade da sua décima medalha de ouro conquistada num mundial deu lugar à emoção

“É verdade que é um estilo diferente porque havia 90Kg, -100Kg e os pesados. Estou muito feliz. Nunca na minha vida eu disse que iria ser 10 vezes campeão mundial. Quando comecei no judo, nunca pensei sequer em ser campeão mundial uma vez. E é também o “todas as categorias”, é um titulo de prestigio no judo. Tenho orgulho de ter vencido,” declarou Teddy Riner.