This content is not available in your region

Papa encontra refugiados rohingya

Access to the comments Comentários
De  Nelson Pereira
Papa encontra refugiados rohingya

<p>O Papa Francisco encontrou-se esta sexta-feira no Bangladesh com 16 membros da minoria muçulmana rohingya, um grupo de três famílias que vivem nos campos de refugiados da província bengalesa de Cox’s Bazar.</p> <p>Foi a primeira vez que o Papa utilizou a palavra “rohingya” desde o início da sua viagem pela Ásia, esta semana.</p> <p>“Não fechemos os nossos corações, não desviemos o nosso olhar. A presença de Deus hoje chama-se também Rohingya”, disse Francisco. “Em nome daqueles que lhes causaram danos, diante da indiferença do mundo, peço-vos perdão.”</p> <p>O encontro aconteceu no final de uma reunião inter-religiosa na qual participaram muçulmanos, budistas, hindus, católicos e cristãos doutras confissões. </p> <p>Com 160 milhões de habitantes, o Bangladesh enfrenta desde há três meses o exílio forçado de mais de 620 mil muçulmanos rohingya que fogem a perseguições na Birmânia.</p> <p><blockquote class="twitter-tweet" data-lang="pt"><p lang="pt" dir="ltr">O santíssimo nome de Deus jamais pode ser invocado para justificar o ódio e a violência contra outros seres humanos nossos semelhantes.</p>— Papa Francisco (@Pontifex_pt) <a href="https://twitter.com/Pontifex_pt/status/936233372271099904?ref_src=twsrc%5Etfw">30 de novembro de 2017</a></blockquote><br /> <script async src="https://platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></p>