Última hora

Última hora

Alemanha a um passo de governo de grande coligação

Os termos do compromisso vão ser ainda submetidos aos órgãos dirigentes dos respetivos partidos.

Em leitura:

Alemanha a um passo de governo de grande coligação

© Copyright :
REUTERS/Fabrizio Bensch
Tamanho do texto Aa Aa

É um acordo de princípio para mais uma grande coligação de governo na Alemanha.

CDU/CSU e SPD conseguiram entrar em sintonia nos temas mais espinhosos, em particular a limitação de entrada de refugiados no país e o reforço da zona euro.

"Naturalmente que parte do acordo é o controlo e a organização da migração, do asilo e da integração. Isto foi parte das difíceis discussões e existem muitas tarefas diferences que o Estado, as regiões e as cidades precisam de assumir, nós sabemos que as pessoas não querem saber qual parte da administração está encarregue. apenas querem ver que o país funciona", declarou a chanceler alemã e presidente da CDU, Angela Merkel.

O acordo de princípio alcançado prevê limitar a entrada de refugiados na Alemanha a 200 mil pessoas por ano.

Outro ponto que consta do documento de 28 pág inas propõe o reforço da zona euro em "aliança com a França".

"O acordo é também a resposta alemã a propostas que foram feitas, em Paris ou na Comissão em Bruxelas. Estamos decididos, juntos, trazer o poder da República Federal Alemã para os níveis políticos e económicos para tornar o projeto Europeu grande novamente - Para enfrentar o mundo, uma Europa forte é no melhor interesse da Alemanha e isto é o que nós temos em comum", explicou o presidente do Partido Social Democrada, Martin Schulz.

Apesar do entusiasmo com o acordo alcançado, nada está garantido. Os termos do compromisso vão ser ainda submetidos aos órgãos dirigentes dos respetivos partidos.

Se falhar, Merkel terá de formar um governo minoritário e com a possível realização de novas eleições.