Última hora

Última hora

Novo casino em Macau quando faltam dois anos para renovação de licenças

Em leitura:

Novo casino em Macau quando faltam dois anos para renovação de licenças

Tamanho do texto Aa Aa

A MGM Resorts presente lançar um casino e hotel em Macau, num território visto por muitos investidores como a Las Vegas asiática.

Espera-se que o investimento supere os três mil milhões de euros.

Um investimento que não se faz, no entanto, sem riscos, já que as licenças para operação de casas de jogo perdem a validade daqui a dois anos.

O processo de renovação das licenças é ainda desconhecido. É a primeira vez que são renovadas as autorizações desde que o Governo central pôs fim ao monopólio público sobre o setor.

O presidente da MGM, James Murren, explicou que a empresa "acredita, de boa fé", que o Governo vai extender os prazos das licenças.

"Tenho muita confiança," disse Murren. "Acredito no processo e acredito na visão e nos projetos do Governo chinês para Macau."

Um segundo casino na Las Vegas asiática

O novo casino e Hotel, o MGM Cotai, será o segundo na Região Administrativa Especial chinesa.

Mas é o primeiro na chamada faixa de Cotai, (Cotai Strip, numa alusão à Las Vegas Strip).

A abertura do MGM Cotai foi atrasada por causa do Tufão Hato, que matou 10 pessoas, no passado mês de agosto.

A estância deverá contar com uma coleção de arte avaliada em mais de 11 milhões de euros e candelabros de cristal Swarovski.

O complexo conta também com lojas de luxo e alta costura, com restaurantes onde os pratos são preparados por chefs e com salas de teatro e de cinema.

Macau é considerado como o maior mercado de apostas do mundo. É também o único território chinês onde os casinos se encontram legalizados.

Em 2017, a Região Administrativa Especial terá lucrado mais de 30 milhões de euros com casinos e o mercado do jogo, valor que representou uma subida de 19% em relação ao ano anterior, depois de anos em queda.