Última hora

Última hora

Marinha de Guerra ameaça afundar navio da Eni ao largo de Chipre

Em leitura:

Marinha de Guerra ameaça afundar navio da Eni ao largo de Chipre

Tamanho do texto Aa Aa

Incidente entre navios de guerra turcos e um navio topográfico da empresa petrolífera Eni, na zona Económica Exclusiva do Chipre faz aumentar a tensão no Mar Mediterrâneo Oriental.

Segundo os media cipriotas, a marinha de guerra turca ameaçou afundar um navio da petrolífera italiana que se viu obrigado a realizar manobras de modo a evitar uma colisão.

O navio de perfuração Saipem 12000, está bloqueado desde 9 de fevereiro, a cerca de 50 quilómetros de destino.

Nicósia acusou Ancara de violação do direito internacional e, esta semana, o presidente de Chipre, exortou a Turquia para terminar com o impasse sobre a exploração de gás ao largo da ilha dividida.

A Turquia prorrogou até 10 de março o bloqueio. O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, alertou as companhias internacionais contra a exploração de gás nas águas cipriotas, afirmando que a exploração da área era uma ação unilateral de gregos cipriotas e que violava os direitos soberanos de turcos cipriotas.