Última hora

Última hora

Trump acredita que Putin está envolvido no caso Skripal

Em leitura:

Trump acredita que Putin está envolvido no caso Skripal

Tamanho do texto Aa Aa

Uma violação do direito internacional. É desta forma que Washington reage ao envenenamento do antigo espião russo em território britânico. Os Estados Unidos apoiam a decisão do Reino Unido e dizem estar a trabalhar para evitar que o caso skripal não se repita.

Questionado sobre a possibilidade de Vladimir Putin estar envolvido no que aconteceu, Donald Trump responde desta forma: "Parece que sim. Falei com a primeira-ministra britânica e continuo a falar. É uma situação muito triste e parece que os russos estão por detrás do que aconteceu. Isto é algo que não devia acontecer e que estamos a levar a sério, tal como muitos outros países."

Moscovo já se distanciou do caso. O chefe da diplomacia russo garante o país que nada tem a ver com o ataque e diz que tudo não passa de um jogo político.

"Penso que é uma história que reflete, em primeiro lugar, o desespero do atual governo britânico. Desde logo, porque não está a conseguir cumprir as promessas feitas à população no que toca à saída do país da União Europeia. Mas prometo e posso garantir que vamos responder a tudo isto muito brevemente" refere Serguei Lavrov, ministro dos Negócios Estrangeiros russo.

A questão que dominou o conselho de segurança russo está, também, a ser seguida de perto por Portugal. Lisboa diz estar solidária com Londres e apela ao apuramento das responsabilidades.

O antigo espião russo Serguei Skripal e a filha foram encontrados inconscientes no início de março, no sul de Inglaterra e continuam hospitalizados em estado crítico.