Última hora

Última hora

Angolanos entre os que mais pedem asilo em Portugal

Em leitura:

Angolanos entre os que mais pedem asilo em Portugal

Tamanho do texto Aa Aa

Em 2017, Portugal recebeu 1.015 primeiros pedidos de asilo, o que representa 0,2% do total da UE e um crescimento de 43% face ao ano anterior, com Angola no terceiro lugar do total de pedidos, divulga o Eurostat.

De acordo com os dados hoje divulgados pelo gabinete de estatísticas da União Europeia, Angola é o terceiro país na tabela dos pedidos de asilo apresentados em Portugal (120 e 12% do total nacional), depois da República do Congo (160 pedidos, 16%) e da Ucrânia (125, 12%).

No ano passado, o número de pedidos quase duplicou face a 2016 (470), com Portugal em contraciclo com a UE, onde o total de requisições baixou quase metade (46%) de 1.206.120 em 2016 para 649.855 no ano passado.

A nível da UE, a Síria continuou a ser, em 2017, o país de origem da maioria dos primeiros requerentes de asilo (102.385, 16% do total), seguindo-se o Iraque (47.525, 7%) e o Afeganistão (43.625, 7%).

Estas três nacionalidades representam um em cada três pedidos.