Última hora

Última hora

Contagem decrescente para as meias-finais da "Champions"

Em leitura:

Contagem decrescente para as meias-finais da "Champions"

Tamanho do texto Aa Aa

O Manchester City parte em desvantagem para o duelo da segunda mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, esta terça-feira, mas um deslize do Liverpool custará caro.

O confronto no Etihad Stadium promete emoções fortes. Para Pep Guardiola só um "jogo perfeito" permite dar a volta aos 3-0 da primeira mão.

"No futebol, no desporto em geral, no basquete, pode acontecer. Por isso, tudo o que podemos e o que vamos fazer é tentar. Depois logo se verá. Claro que temos de pensar no número de golos que temos de marcar. Temos de marcar o primeiro", sublinhou o treinador do Manchester City.

O técnico do Liverpool não se deixa encantar pelo favoritismo e promete não baixar a guarda para alcançar as meias-finais.

O egípcio Mohamed Salah, que se lesionou, marcou presença no treino desta segunda-feira do Liverpool. Jürgen Klopp deverá poder contar com a estrela.

No outro duelo da jornada, a Roma tem um confronto de alta tensão pela frente depois da derrota por 4-1 no jogo da primeira mão dos quartos-de-final frente ao Barcelona.

O técnico italiano Eusebio di Franceso pergunta: Porque não acreditar num milagre?

"Penso que este jogo contra o Barcelona tem de ser abordado com os melhores. Neste momento, este é o jogo mais importante para nós. Depois pensaremos no dérbi do próximo fim de semana. Vai ser uma oportunidade para mostrar que merecemos e que queremos algo importante", disse, em conferência de imprensa, Eusebio di Francesco.

Apesar da vantagem conseguida, o técnico do Barcelona não dá o apuramento por garantido. Ernesto Valverde diz que é preciso jogar como se se estivesse 0-0 e pediu cautela e foco ao coletivo blaugrana.

Os internacionais portugueses Nélson Semedo e André Gomes integram a lista de 21 convocados.