Última hora

Última hora

Mike Pompeo: do encontro secreto com Kim Jong-un ao Médio Oriente

Em leitura:

Mike Pompeo: do encontro secreto com Kim Jong-un ao Médio Oriente

© Copyright :
U.S. Government via REUTERS
Tamanho do texto Aa Aa

Tomou posse apenas na quinta-feira, já passou por Bruxelas e acaba de chegar ao Médio Oriente, mas o trabalho diplomático já o havia iniciado no início de abril quando, em missão secreta, visitou Kim Jong-un para começar a preparar a muito aguradad cimeira de líderes Estados Unidos-Coreia do Norte.

Mike Pompeo, de 54 anos, herdou a liderança da diplomacia americana de Rex Tillerson, a mais recente baixa da Administração Trump. Menos de 12 horas após tomar posse, o novo secretário de Estado norte-americano aterrava em Bruxelas.

A visita à sede da NATO foi o primeiro ato oficial de diplomacia e ali deixou elogios à aliança militar de defesa da organização do Atlântico Norte, de que Portugal faz parte.

"Nenhum outro secretário na história recente embarcou numa viagem tão rápido quanto ele", referiu a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert.

Com a atualidade em efervescência, devido ao conflito na Síria, à tremideira do acordo nuclear com o Irão e à ainda surpreendente aproximação da Coreia do Norte ao mundo exterior, Mike Pompeo não parece querer perder tempo.

O chefe da diplomacia americana ainda mal aqueceu o lugar e já desembarcou no Médio Oriente. Mike Pompeo acaba de chegar a Riadem onde foi recebido pelo homólogo saudita Adel Ahmed al-Jubeir.

Ainda durante este fim de semana, o secretário de Estado norte-americano é aguardado na Jordânia e em Israel. Esta primeira passagem de Pompeo pelo Médio Oriente deverá ser dominada pela eventual retirada dos Estados Unidos do acordo P5+1, isto é, o acordo nuclear com o Irão.

Pompeo já avisou ser muito provável esta retirada. Os aliados americanos na região deverão querer saber mais e o chefe da diplomacia irá tentar tranquilizá-los também sobre o conflito na Síria e a aproximação de Pyongyang.