Última hora

Última hora

Morte assistida de David Goodall na Suíça

Em leitura:

Morte assistida de David Goodall na Suíça

Tamanho do texto Aa Aa

Aos 104 anos, e tal como havia anunciado ao mundo, o cientista australiano David Goodall ativou um mecanismo para receber uma injeção letal em Basileia, na Suíça, num controverso caso que relançou o debate sobre a morte assistida.

O suicídio foi confirmado pela Fundação Exit International que o ajudou a preparar. O célebre botânico não sofria de qualquer doença terminal, mas pretendia simplesmente partir face à deterioração da sua qualidade de vida.

Goodall tentou executar este ato no seu país natal. No entanto, a lei australiana não o permite, tendo então recorrido à Suíça, onde a eutanásia é legal sob determinadas condições. O cientista indicou não querer nenhuma cerimónia fúnebre.