Última hora

Última hora

Explosão em restaurante faz 15 feridos no Canadá: polícia abre "caça ao homem"

Em leitura:

Explosão em restaurante faz 15 feridos no Canadá: polícia abre "caça ao homem"

© Copyright :
REUTERS/Mark Blinch
Tamanho do texto Aa Aa

Dois homens estão a ser procurados pelas autoridades canadianas na sequência da deflagração de um alegado engenho explosivo num restaurante indiano de Mississauga, próximo de Toronto, no Canadá, onde estaria a decorrer a festa de aniversário de uma criança.

A polícia regional de Peel adianta pelas redes sociais estar a procurar do que parecem ser dois homens que estiveram no local antes da explosão.

Ambos foram filmados a entrar no restaurante Bombay Bhel e são suspeitas de terem espoletado um engenho explosivo pouco depois no estabelecimento.

"Os dois fugiram do local pouco depois do incidente. O primeiro é descrito como um homem, com cerca de 1,80 metros de altura, entroncado, na casa dos 20 anos, pele de tom claro, envergando umas calças de ganga azuis, um casaco de capuz de tom escuro cobrindo a cabeça, boné de tom acizentado e a cara coberta com um tecido escuro", acrescentou a polícia pelas redes sociais.

Numa outra publicação imediatamente acrescentada, a polícia de Peel descreveu o segundo suspeito: "um homem com cerca de 1,76 metros de altura, pele clara, de constuição magra, calças de ganga azul desbotadas, casaco escuro com capuz a cobrir a cabeça, t-shirt cinzenta, ténis de skate de cor escura, a face coberta."

"A polícia apela à ajuda pública na identificação destes sujeitos que fugiram após a explosão", concretizam as autoridades.

Há pelo menos 15 feridos, entre os quais três em estado grave e já transferidos para o Centro de Trauma do hospital Sunnybrook, de Toronto. Os restantes 12 sofreram apenas ferimentos ligeiros ou superficiais.

Equipas de socorro, incluindo bombeiros e paramédicos, foram mobilizadas quinta-feira à noite para o local, cerca das 22:30, hora local (03:30, da madrugada já desta sexta-feira, em Lisboa).

Rafael Conceição, um estudante brasileiro oriundo de São Paulo, estava no pátio de um restaurante vizinho do Bombay Bhel quando ouviu a explosão e correu para o local.

"Havia vidros partidos na rua. Estava a decorrer a festa de aniversário de uma criança. Ficou tudo destruído. Havia muito sangue pelo chão. Muita gente gritava. Tentavam fugir do restaurante. Havia um homem com estilhaços de vidro nos olhos. Muita gente sangrava abundantemente", contou Rafael Conceição à CBC.

Um habitante de Mississauga, que reside a cerca de quatro quilómetros do restaurante, relata ter sentido algo "como um pequeno terramoto" e depois viu carros da polícia e ambulâncias a dirigir-se para o local.

A ministra dos Negócios Estrangeiros da Índia revelou estar em contato estreito com o Cônsul em Toronto e com o Alto Comissário Indiano no Canadá.

Sushma Swaraj acrescentou na publicação do Twitter o contato da linha de apoia aberta, entretanto, pelo Consulado Geral da Índia no Canadá: +1-647-668-4108.

O Consulado da Índia em Toronto abriu, entretanto, uma linha de apoio para dar respostas sobre o incidente no rstaurante Bombay Bhel.

A polícia acrescentou que esta é uma zona muito frequentada e espera receber ajuda de alguma testemunha que tenha mais informação sobre o sucedido ou sobre os dois homens em fuga.

A zona foi isolada e encerrada ao público.

A operação de "caça aos homens" está a ser conduzida por agentes da polícia fortemente armados e apoiados por cães.

Para já, não existe qualquer indício de que este incidente esteja relacionado com terrorismo.