Última hora

Última hora

Liga mais próximo de governar Itália

Em leitura:

Liga mais próximo de governar Itália

Tamanho do texto Aa Aa

Depois do terramoto político que abalou a Itália nos últimos dias, Matteo Salvini volta a ter motivos para sorrir.

Com as intenções de voto no Liga a subir 8% em relação aos resultados das eleições de 4 de março, a possibilidade de o partido de extrema-direita formar governo volta a surgir.

Após o bloqueio governativo que impediu o Liga de formar governo com o Movimento 5 Estrelas, o primeiro-ministro interino italiano Carlo Cottarelli afirmou que políticos e não tecnocratas, como o próprio, deveriam ter oportunidade de levar o país a bom porto e que iria esperar por novos desenvolvimentos. Uma promessa de paz política que foi bem acolhida pelos mercados.

No centro da crise esteve a escolha da coligação dos partidos menos convencionais para ministro das finanças. Paolo Savona, um conhecido eurocético foi o nome apontado pelo Liga para pasta da Economia e Finanças num Governo de coligação com o 5 Estrelas.

Savona foi vetado pelo presidente Sergio Mattarella e os aliados da coligação continuam a querer formar governo, mas o Liga já se mostrou desinteressado nessa solução e com vontade de ir para novas eleições.

Com o Liga no poder a permanência da It ália na zona Euro pode estar em causa. E o país parece enfrentar um dilema: por um lado quer no governo um partido anti-sistema, mas por outro, de acordo com sondagens recentes, não tem interesse em deixar o grupo da moeda única europeia.