Última hora

Última hora

Alegria e alívio na Tailândia

Em leitura:

Alegria e alívio na Tailândia

Alegria e alívio na Tailândia
Tamanho do texto Aa Aa

Alegria e alívio na província tailandesa de Chiang Rai.

"Estamos orgulhosos desta missão cumprida da Equipa Tailândia"

Narongsak Osatanakorn Coordenador da missão de resgate

Os doze jovens e o treinador foram resgatados da caverna de Tham Luang.

Passaram dezassete dias encurralados pelas águas das monções.

O grupo foi transportado para o hospital onde devem permanecer pelo menos uma semana em recuperação.

O chefe da missão de resgate, Narongsak Osatanakorn, da província de Chiang Rai, mostrou-se orgulhoso pelo trabalho de equipa.

"A Tailândia, os oficiais do Governo, os privados e os media.... todos ajudaram. Recebemos o apoio de todo o mundo e conseguimos algo que ninguém pensava possível. Pela primeira vez no mundo. Estamos orgulhosos desta missão cumprida da Equipa Tailândia", afirmou em conferência de imprensa.

Uma missão que foi tudo menos fácil. Cada um dos jovens foi ajudado por dois mergulhadores. Fizeram o percurso de seis horas com uma máscara de oxigénio.

Cumprida a missão, a gratidão não poderia ser maior. Na rede social twitter, o hashtag #hooyah homenageava a marinha tailandesa.

O Manchester United convidou os jovens jogadores de futebol e as equipas de resgate a visitar o clube. A Roma não se esqueceu do mergulhador tailandês que morreu em missão.

Três dias de missão que a Tailândia e o mundo não vão esquecer tão cedo.