Última hora

Última hora

A sonda que vai aproximar-se do sol

Em leitura:

A sonda que vai aproximar-se do sol

A sonda que vai aproximar-se do sol
Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez, uma sonda vai aproximar-se da atmosfera do sol, numa missão liderada pela agência espacial norte-americana (NASA).

A sonda Parker possui um escudo térmico, feito à base de um compósito de carbono, para poder resistir a temperaturas da ordem dos 1400 graus Célsius.

Entre outras coisas, os cientistas da NASA querem saber porque é que o plasma que envolve o Sol, conhecido como coroa solar, alcança temperaturas mais elevadas que a própria estrela.

"É uma missão perigosa, mas que poderá ser muito gratificante porque a sonda Solar Parker vai atravessar a coroa solar, a camada exterior de gás à volta do sol, onde se produzem fenómenos como o vento solar, erupções solares e ejeções de massa coronal. Podemos aprender muitas coisas neste ambiente infernal porque o que acontece ao pé do sol tem um impacto aqui na terra", explicou Jeremy Wilks, jornalista de ciência da euronews.

"Os cientistas da NASA vão usar a sonda solar Parker para obter amostras dos campos magnéticos da Coroa Solar, para que no futuro se possa melhorar a previsão da atividade do sol. A missão conta com a ajuda do satélite artificial Solo, da Agência Espacial Europeia, que vai voar a uma distância maior do sol para obter imagens com outros instrumentos", acrescentou o jornalista da euronews.

A sonda Parker está a ser construída pela Airbus no Reino Unido e deverá ser lançada a 11 de agosto.