Última hora

Última hora

Todos querem ser descendentes de Caravaggio

Em leitura:

Todos querem ser descendentes de Caravaggio

Todos querem ser descendentes de Caravaggio
Tamanho do texto Aa Aa

Como muitos artistas no Renascimento, Caravaggio usava o nom da cidade de onde vinha. Na realidade, o pintor chamava-se Michelangelo Merisio.

Caravagio fica situada na província lombarda de Bergamo, norte de Itália. Muitos habitantes da cidade têm o apelido do pintor e muitos dizem ser seus descendentes.

Um grupo de cientistas quis saber se é verdade. Em 1640, Caravaggio morreu em Porto Ercole. Foi enterrado no cemitério de San Sebastiano. Em 1956, restos mortais foram retirados do local.

Foi feito um exame para determinar a idade dos ossos. Apenas um osso pertencia a um homem de 40 anos. Depois, de alguns testes, descobrimos que continha resíduos metais pesados, como chumbo, que pode ser encontrado na tinta.

Com os supostos ossos de Caravaggio, Silvano Vicenti e uma equipa de cientistas foram à cidade testar todos aqueles que tivessem o apelido Merisio. Se as amostras de ADN coincidissem, seria uma prova de que tinham encontrado os restos do pintor.

Alberto Merisio parece ter herdado o talento de Caravaggio. E também pinta.

"Quando telefonaram, pensei: será que sou realmente descendente deste grande pintor? Eles tinham levado amostras de saliva e testaram o nosso ADN. E depois compararam-no com o dos ossos. E disseram que os Merisios são descendentes de Caravaggio. Temos uma ascendência comum."

A criatividade de Caravaggio que parece ter sobrevivido a várias gerações. Para além de um historiador há tambem um fotógrafo no grupo.

"Sou fotógrafo d esde 1955. Há quem diga que pinto como Caravaggio pintava. Isso faz-me rir porque me parece uma comparação desproporcionada. Mas há alguma verdade no assunto.

Alberto e Pepi dizem estar orgulhosos de serem descendentes de um dos maiores pintores da história. Mas querem ser recordados plo seu próprio trabalho.

Mais sobre Cult