This content is not available in your region

#mandaumpoemaaocamoes

Access to the comments Comentários
De  Neusa Silva
#mandaumpoemaocamoes
#mandaumpoemaocamoes   -   Direitos de autor  euronews   -  

Autores como Fernando Pessoa, considerado o mais universal dos poetas da Língua Portuguesa, e Vinícius de Moraes, muito conhecido pelos seus sonetos, ganharam vida durante as celebrações do dia Mundial da Língua Portuguesa.

A iniciativa é do Instituto Camões que desafiou os falantes da Língua Portuguesa espalhados pelo mundo a recitar um poema em português.

Telmo Gonçalves, Diretor do Centro Cultural Português em Angola disse que o objetivo da iniciativa é valorizar o papel da palavra na comunicação, da palavra na língua portuguesa e em língua portuguesa, uma língua que é falada por mais de 260 milhões de pessoas em todo mundo.

Assim sendo, vários falantes da língua de Camões participaram do desafio lançado cujo lema é "mande um poema ao Camões, um poema que se faz, se desfaz, se diz, se escreve, se grafita e se posta nas redes sociais.” Esta é a forma que o instituto Camões encontrou para celebrar o Dia Mundial da Língua Portuguesa que se assinala a 5 de Maio.

Língua Portuguesa celebra-se em 44 países

As comemorações do Dia Mundial da Língua Portuguesa, que se assinala hoje, decorrem em 44 países, com mais de 150 atividades, em formato misto, presencial e virtual, devido à pandemia de covid-19.

Proclamado em 2019 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), este é o segundo ano em que se celebra o Dia Mundial da Língua Portuguesa.

O programa, coordenado pelo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, contempla iniciativas que decorrerão em todas as regiões do mundo e abrangem as dimensões geográfica, da investigação, de tradução, da ligação a outras artes e de mobilização das populações.

A agenda inclui conferências, colóquios, concertos, concursos literários e de poesia e iniciativas académicas.

A data é marcada com uma sessão solene, em Lisboa, com a participação do chefe da diplomacia portuguesa, Augusto Santos Silva, e do secretário executivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Francisco Ribeiro Telles.

Durante esta sessão, serão transmitidas mensagens em vídeo do secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, do Presidente de Cabo Verde Jorge Carlos Fonseca – atualmente presidente em exercício da CPLP – e do chefe de Estado português, Marcelo Rebelo de Sousa.

Está ainda prevista a entrega do Prémio de Literatura dstangola/Camões ao escritor angolano Pepetela, distinguido pela sua mais recente obra “Sua Excelência, de Corpo Presente”.

Texto: Agência Lusa