This content is not available in your region

Renault-Nissan-Mitsubishi investe 23 mil milhões de euros nos carros elétricos

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Renault-Nissan-Mitsubishi investe 23 mil milhões de euros nos carros elétricos
Direitos de autor  Eugene Hoshiko/Associated Press   -  

A aliança Renault-Nissan-Mitsubishi anunciou esta quinta-feira um investimento de 23 mil milhões de euros no segmento elétrico nos próximos cinco anos, para lançar 35 novos modelos de carros elétricos até 2030.

Uma aposta nas sinergias, diz o presidente da Aliança, Jean-Dominique Senard.

"Alinhámos os roteiros nas tecnologias de baterias EV, levando, entre outros, à seleção de um fornecedor comum de baterias para a Renault e Nissan em França, Reino Unido e Japão. Definimos uma visão comum sobre arquitetura elétrica e eletrónica", disse.

Senard Garantiu que a crise "acabou", e a Aliança está hoje "mais forte do que nunca", com "bases sólidas" e "cooperação flexível".

O roteiro para 2030 prevê ainda o aumento da utilização de plataformas comuns entre os três fabricantes, devendo cobrir 80% dos seus 90 modelos em 2026 (todas as tecnologias de motores combinadas), em comparação com os 60% atuais.

Este anúncio confirma uma forte aceleração da Aliança na eletrificação, uma vez que os seus três membros investiram até agora um total de mais de dez mil milhões de euros nesta área.

Estes são também os primeiros objetivos quantificados entregues pela Aliança desde a renovação da liderança da Renault e da Nissan após a queda de Carlos Ghosn no final de 2018, que tinha causado uma grave crise de confiança entre os dois parceiros.

Segundo a diretora financeira, Clothilde Delbos, os 23 mil milhões de euros de investimento da Aliança na eletrificação têm em conta os respetivos planos estratégicos já revelados por cada um dos seus membros.

Aos que referem que isto é muito e pouco em comparação com os mega investimentos em veículos elétricos anunciados por grandes rivais mundiais, como a Volkswagen alemã e a Tesla americana, Delbos rebate: "estamos mais de dez anos à frente" da Volkswagen em termos de experiência com veículos elétricos, referindo-se aos modelos pioneiros da Renault (Zoe) e da Nissan (Leaf) lançados no início dos anos 2010.

O CEO da Nissan, Makoto Uchida, esclareceu que mesmo quando construídos sobre plataformas comuns, a "diferenciação inteligente" permanecerá entre os modelos dos diferentes fabricantes, a fim de assegurar a "distinção" de cada marca.

Há dois anos, a Aliança recomeçou com um novo esquema de colaboração, com um fabricante "de referência" para cada grande área geográfica e cada grande campo tecnológico, a fim de explorar melhor os pontos fortes de cada um.

Este sistema será ainda mais enriquecido: a Nissan liderará o desenvolvimento da sua tecnologia inovadora de baterias de iões de lítio em estado sólido "para benefício de todos os membros da Aliança", enquanto a Renault será "líder no desenvolvimento de uma arquitetura elétrica e eletrónica comum", de acordo com o comunicado de imprensa dos três grupos.

A Mitsubishi Motors tentará relançar os seus negócios na Europa, lançando dois novos veículos na região, incluindo o seu novo ASX SUV que será baseado nos modelos Renault.