This content is not available in your region

Um "Beijo" de Klimt no Dia dos Namorados

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Um "Beijo" de Klimt no Dia dos Namorados
Direitos de autor  AP Photo   -   Belvedere Museum

"O Beijo" ou "Os Amantes" de Gustav Klimt é uma das suas obras mais famosas. É um abraço que entrou no mundo.

Um casal, embrulhado num manto dourado, adornado, tão absorvido pelo seu amor que se esquece do precipício em que se encontra.

E agora - a tempo do dia dos namorados - , quem quiser pode possuir parte da obra, através do que é conhecido como Non Fungible Token, ou NFT.

 Katharina Steinbrecher, diretora de Comunicação e Marketing do Museu Belvedere de Viena, fala da experiência. 

"Para nós, como pessoas do museu, é um campo completamente novo que estamos a abrir, mas pode dizer-se que NFT é a abreviatura de "Non-Fungible Token". Significa um bem não permutável, que é o que este símbolo é. Isto significa que o dinheiro, por exemplo, é permutável: se me emprestar 10 euros e eu lhe devolver duas vezes cinco euros, então, estamos de novo quites. Mas estas NFT que estamos a gerar aqui, simplesmente não podem ser traduzidos um a um em qualquer outra coisa, mas são não permutáveis e únicos".

É a primeira vez que o Museu Belvedere Palace de Viena se aventura a entrar nas NFT, embora outras galerias e museus o tenham feito.

Um presente de uma partilha do quadro pode ser uma alternativa romântica às flores ou chocolates, mas a mais de dezoito mil euros cada parcela, não é barato ... No entanto, parece ser popular.

Kate Murphy, uma estudante britânica de arquitetura, que está de visita a Viena, tem dúvidas: "Gosto do facto de qualquer pessoa, talvez, poder comprar um pequeno fragmento, mas também com a Internet há imagens tão fantásticas de alta qualidade que não sei se sinto a necessidade de possuir um fragmento delas. Porque apenas nos educando sobre isso, sinto que já conheço e possuo esse conhecimento de alguma forma. Mas depois não sei se isso é uma boa oportunidade de investimento ou algo assim".

O Museu Belvedere é visto como a casa de Gustav Klimt. Possui vinte e quatro obras e um dos cadernos de esboços do artista, para além do seu monumental Beethoven Frieze, que se encontra no edifício da Secessão de Viena.

Mas apenas frações do icónico "Beijo" estão disponíveis para os amantes oferecerem como presentes no Dia dos Namorados. Será um dos beijos mais caros do mundo, mas é, também, inesquecível.