Sorteio do Mundial de futebol do Qatar dita hojea sorte de Portugal

Access to the comments Comentários
De  euronews  com AP, Lusa
As várias seleções representadas no Mundial estão a colorir Doha
As várias seleções representadas no Mundial estão a colorir Doha   -   Direitos de autor  AP Photo/Darko Bandic   -  

A seleção portuguesa de futebol, inserida no Pote 1, fica hoje a conhecer os adversários na fase de grupos do Mundial2022, evitando as equipas teoricamente mais fortes, num sorteio que se realiza no Qatar, organizador da prova.

No sorteio que tem início agendado para as 19:00 (17:00 em Lisboa), em Doha, a equipa treinada por Fernando Santos, que ocupa o oitavo lugar do ranking da FIFA, tem o privilégio de integrar o pote dos cabeças de série, apesar de ter assegurado a presença na fase final da prova, após ultrapassar os ‘play-offs’ da zona europeia.

Além de evitar a equipa do país anfitrião, Portugal sabe, de antemão, que não vão fazer parte do seu grupo as seis seleções mais bem colocadas no ranking da FIFA: Brasil (campeão em 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002), Bélgica, França (1998 e 2018), Argentina (1978 e 1986) Inglaterra (1966) e Espanha (2010).

Se no Pote 1 estão as teoricamente mais poderosas, no 2 também há, desde logo, uma seleção indesejável, a Alemanha, campeã em 1954, 1974, 1990 e 2014.

Para além dos germânicos, México, Países Baixos, vice-campeões em 1974, 1978 e 2010, Dinamarca, Uruguai, vencedor em 1930 e 1950 e responsável pela eliminação de Portugal no Mundial2018 (2-1 nos oitavos de final), Suíça, Estados Unidos e Croácia, vice-campeã em exercício, integram todos o lote das segundas equipas mais fortes.

No Pote 3, no qual consta a Coreia do Sul, do treinador português Paulo Bento, fazem parte três seleções que os lusos quererão, a todo o custo, evitar: Senegal, atual campeão africano, Polónia e Sérvia, precisamente um adversário que em novembro de 2021 venceu por 2-1 na Luz, na derradeira ronda de qualificação, ‘atirando’ Portugal para os ‘play-offs’.

Por último, o Pote 4 ainda não está fechado, ficando a faltar conhecer três seleções, que vão sair dos ‘play-offs’ europeus (País de Gales, Escócia ou Ucrânia), do confronto entre Ásia (Austrália ou Emirados Árabes Unidos) e América do Sul (Peru) e entre Oceânia (Nova Zelândia) e América do Norte e Centro (Costa Rica).

As 32 seleções finalistas do Mundial2022 serão distribuídas por oito grupos de quatro equipas (designados pelas letras A a H), compostos por uma formação proveniente de cada pote constituído com base no ranking da FIFA de hoje, com a obrigatoriedade de o Qatar ficar na posição um do Grupo A.

As restantes sete seleções do pote 1 serão sorteadas na primeira posição das restantes ‘poules’ e nenhum grupo poderá ter mais do que um representante de cada continente, à exceção da Europa, que apura 13 equipas e poderá ter, no máximo, duas formações no mesmo agrupamento.

O sorteio contará com a presença de 2.000 convidados e será liderado por Carli Lloyd, Jermaine Jenas e Samantha Johnson, auxiliados por antigos jogadores como Cafú (Brasil), Lothar Matthaus (Alemanha), Adel Ahmed MalAllah (Qatar), Ali Daei (Irão), Bora Milutinovic (Sérvia), Jay-Jay Okocha (Nigéria), Tim Cahill (Austrália) e Rabah Madjer (Argélia), antigo jogador do FC Porto.

Distribuição das seleções pelos potes:

Pote 1:

  1. Qatar (país organizador)

  2. Brasil

  3. Bélgica

  4. França

  5. Argentina

  6. Inglaterra

  7. Espanha

  8. Portugal

Pote 2:

  1. Países Baixos

  2. Dinamarca

  3. Alemanha

  4. México

  5. Estados Unidos

  6. Suíça

  7. Croácia

  8. Uruguai

Pote 3:

  1. Senegal

  2. Irão

  3. Japão

  4. Marrocos

  5. Sérvia

  6. Polónia

  7. Coreia do Sul

  8. Tunísia

Pote 4:

  1. Canadá

  2. Camarões

  3. Equador

  4. Arábia Saudita

  5. Gana

  6. País de Gales, Escócia ou Ucrânia

  7. Austrália, Emirados Árabes Unidos ou Peru

  8. Nova Zelândia ou Costa Rica