Greve dos pilotos da Easyjet em Espanha

Access to the comments Comentários
De  euronews
Os pilotos exigem o restabelecimento das condições de que desfrutavam, na companhia aérea britânica, antes da pandemia da Covid-19.
Os pilotos exigem o restabelecimento das condições de que desfrutavam, na companhia aérea britânica, antes da pandemia da Covid-19.   -   Direitos de autor  Antonio Calanni/AP2008

Os pilotos da Easyjet iniciaram uma greve de três dias, esta sexta-feira, em Espanha. Pelo menos 14 voos internacionais foram cancelados neste primeiro dia de paralisação.

Os pilotos da Easyjet começaram a primeira greve de três dias a 12 de agosto, provocando o cancelamento de 36 voos de e para Barcelona, Málaga e as Ilhas Baleares. A greve teve início apenas duas semanas após a tripulação de cabine da companhia aérea ter entrado em greve, resultando num acordo.

Os pilotos exigem o restabelecimento das condições de que desfrutavam, na companhia aérea britânica, antes da pandemia da Covid-19.

Durante a pandemia tinham concordado com um corte salarial para assegurar "não só os nossos empregos mas a sobrevivência da própria companhia em Espanha", explicou o SEPLA (Sindicato Español de Pilotos de Líneas Aéreas) a 12 de agosto, dizendo que a Easyjet se tinha recusado a restaurar as suas condições de trabalho pré-Covid.

Uma terceira greve está agendada para 27-29 de agosto.