This content is not available in your region

Bruxelas aguarda novas propostas da Suíça

Access to the comments Comentários
De  euronews
Bruxelas aguarda novas propostas da Suíça
Direitos de autor  FRANCOIS WALSCHAERTS/AFP or licensors   -  

Nada indica que Bruxelas tenha um plano B para a substituição do acordo-quadro global entre a União Europeia e a Suíça.

Na quarta-feira a Suíça colocou um ponto final nas negociações com vista a alcançar um acordo global.

O risco é que as duas economias atualmente interdependentes venham a divergir à medida que os 120 documentos atualmente em vigor cheguem ao fim.

Acresce ainda que a lei suíça não contém uma mecanismo automático de atualização do mercado único.

"A implicação de curto prazo é que a atualização da ei do mercado único já não vai acontecer. Essa relação está agora em aberto. O que aconteceu ao longo dos anos é que a relação de mercado único tornou-se muito desiquilibrada no sentido em que a Suíça é o que tem sido e tem sido um dos maiores beneficiários do mercado único" afirma Georg Emil Riekeles, diretor-associado do Centro de Política Europeia, com sede em Bruxelas.

Para os suíços, a principal razão para fechar a porta é a livre circulação de pessoas. 

O acesso de migrantes e trabalhadores provenientes de países menos ricos da UE constitui um problema para muitos suíços.

Um milhão e quatrocentos mil cidadãos europeus vivem atualmente na Suíça e 400 mil suíços vivem na União Europeia.

Trezentos e quarenta e quatro mil cidadãos europeus atravessam a fronteira todos os dias para trabalharem no país.

Para a eurodeputada austríaca Claudia Gamon, a UE poderá vir a enfrentar um grande problema mesmo no coração da Europa, no entanto rejeita comparações com o Brexit.

"Isto não é culpa da UE, nós estamos abertos. Também somos pacientes com a Suíça. Foram os suíços que interromperam as negociações. Cabe-lhes agora oferecerem um plano alternativo. Não nos cabe a nós", afirma a eurodeputada do grupo Renew Europe.

Em setembro de 2020, os suíços rejeitaram em referendo uma proposta para acabar com a livre circulação de cidadãos da União Europeia.