This content is not available in your region

É possível fazer fortuna pirateando um jogo de vídeo?

De  euronews
É possível fazer fortuna pirateando um jogo de vídeo?
Direitos de autor  euronews   -  

É possível enriquecer pirateando jogos de vídeo?

Adrian fê-lo. Embora seja mais conhecido pelo seu pseudónimo de hacker, Manfred.

Manfred passou mais de 20 anos a mergulhar na codificação dos jogos de vídeo para explorar as suas fraquezas.

Manfred percebeu quão lucrativo era o mundo dos jogos online quando vendeu uma propriedade virtual no jogo Ultima Online de 1997.

No jogo online, as casas eram objetos muito procurados e Manfred tinha um castelo. Colocou a propriedade virtual no eBay, esperando fazer, na melhor das hipóteses, algumas centenas de dólares. Foi vendido por mais de 2 mil dólares.

Manfred ficou perplexo no início, mas depois viu o potencial para ganhar muito dinheiro.

"A maior parte das pessoas não se quer esgotar no jogo", explica. "Não querem passar oito horas por dia a extrair pedras virtuais, preferem simplesmente pagar a outra pessoa para o fazer".

Ao invadir o código de um jogo de vídeo, conseguia manipular o jogo para conseguir itens lucrativos ao toque de um botão.

Muitos dos métodos de hacking de Manfred envolviam enganar o jogo, levando-o a fornecer aos utilizadores mais itens do que aqueles que foram programados nas permissões.

Através de vários hacks tinha entre 200 e 300 anúncios com itens no eBay. As vendas da sua pirataria davam para pagar as propinas universitárias e todas as suas despesas.

No entanto, não revela exatamente quanto é que realmente ganhou.

Manfred também não é a única pessoa que tentou ganhar a vida a vender artigos a outros jogadores.

A Venezuela tem um dos maiores mercados para as vendas dentro do jogo com Runescape Online

Como Runescape Online funciona em computadores com hardware mais antigo, tornou-se popular nos países em desenvolvimento e muitos venezuelanos recolhem artigos e vendem-nos para a sua subsistência.

"A moeda do jogo é mais estável do que as moedas fiat venezuelanas", diz Manfred. "Eles usam a moeda Runescape para pagar as contas ou para compra pão e fazer transações diárias". 

O verdadeiro crime entra online: todas as semanas em Hacker Hunter analisamos histórias da vida real de hackers dentro da indústria dos jogos e descobrimos se o hacking pode ser uma força para o bem.