This content is not available in your region

Postcards do Cazaquistão: O mausoléu de Khoja Ahmed Yasawi

Postcards do Cazaquistão: O mausoléu de Khoja Ahmed Yasawi
De  Euronews

<p>Esta semana, visitamos o sul do Cazaquistão, precisamente Turquestão, na antiga Rota da Seda. Foi aqui que se erigiu um imponente mausoléu que, todos os anos, atrai dezenas de milhares de peregrinos muçulmanos. A dimensão é notável. A altura corresponde, mais ou menos, a um edifício de 15 andares. A cúpula é uma das maiores da Ásia Central.</p> <div style="width:280px; float:right; margin:20px;"> <div style="border-top: #333 3px double; border-bottom: #333 3px double; font-size:12px; padding-top:16px;"> <h3>O mausoléu de Khoja Ahmed Yasawi em resumo:</h3> <ul> <li>A construção começou em 1389</li> <li>Tornou-se Património Mundial da <span class="caps">UNESCO</span> em 2003</li> <li>Yasawi era um poeta e líder religioso turcomano</li> <li>O mausoléu ainda não está terminado</li> <li>Tem 39 metros de altura e uma das maiores cúpulas da Ásia Central</li> </ul> </div> </div> <p>A construção do mausoléu começou no final do século 14, em honra de Khoja Ahmed Yasawi, um poeta e líder religioso turcomano. <em>“Este é um dos mais importantes centros religiosos para peregrinos de vários países. No total, temos cerca de um milhão de visitantes por ano, da ex-União Soviética, da Turquia, entre outros”</em>, declara o historiador Nurlan Dukenbayev.</p> <p>O monumento foi declarado Património Mundial da <span class="caps">UNESCO</span> em 2003.</p> <iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/nQKywBGJVR4" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>