Última hora

Última hora

Recuperar a tradição de Tatev

Em leitura:

Recuperar a tradição de Tatev

Tamanho do texto Aa Aa

O mosteiro Tatev do séc. IX situa-se no Sudeste da Arménia e durante a idade média foi um dos centros espirituais mais importantes do país.

Tatev abrigava mais de 500 monges e uma universidade, criada no séc. XIV, virada para os estudos científicos, religiosos e literários. Na altura, Tatev era um farol na transmissão de conhecimento. Filósofos, teólogos e artistas – alguns dos maiores pensadores Arménios – reuniam-se aqui.

Rodeado por elegantes muralhas, o complexo monástico inclui três igrejas e outros monumentos. Agora, o Projecto de Revitalização de Tatev – uma iniciativa com fundos públicos e privados – tem o objectivo de recuperar a tradição monástica e escolástica.

Entre os monumentos a serem restaurados está a famosa coluna oscilante, uma peça única da engenharia medieval. Erguida no ano 904, foi construída com uma base-pivotante que lhe permitia oscilar em caso de ataques ou sismos.

E a coluna oscilou de facto em 1931 quando o mosteiro foi destruído por um tremor de terra.

“Depois do sismo de 1931, o mosteiro foi parcialmente restaurado em diversas ocasiões. Mas nos anos 1980, no final da era Soviética, houve um esforço de restauração global. Mas acabou por ser um falhanço. Houve erros estruturais e fugas de água”, relata Pegor Papazian, da Fundação Nacional para a Competitividade da Arménia.

Alguns dos monumentos que precisam de restauro são a base da torre do sino e cúpula da catedral de de S. Paulo e S. Pedro, a principal do mosteiro e também a parte superior do muro periférico.

Gaianè Casmati vai participar na restauração. Ela vive na Arménia e em Itália. Em Milão trabalha para o Centro de Estudos Arménios

“Este mosteiro teve uma história muito complicada. Desde a construção até aos dias de hoje, foi inúmeras vezes destruído por causa de sismos ou ataques. Está praticamente abandonado desde 1920 e agora a igreja quer erguê-lo ao mesmo nível dos séculos passados, quando era considerado um raio de luz na Arménia. Uma das primeiras intervenções vai ser nas manchas de cimento originadas pela restauração dos anos 80. Na altura foi usado cimento de baixa qualidade e muito liquido, que escorregou nas paredes, até cobriu inscrições antigas. O mesmo cimento de baixa qualidade originou o aparecimento de incrustações de sal, danificando pedras que tiveram de ser retiradas”, afirma Gaianè Casmati.

O interior da catedral de S. Paulo e S. Pedro vai receber especial atenção. Em 930 as paredes deste templo foram decoradas com frescos … que estavam visíveis antes de 1931, como se pode ver nesta fotografia. A figura era uma representação de Cristo num trono, rodeado de profetas e santos.

No período soviético o chão da igreja foi substituído por mármores coloridos, totalmente distintos do resto da igreja. Vai ser reconstruído com pedra mais apropriada.

Mas o projecto de revitalização não é apenas para restaurar o mosteiro mas também para desenvolver atracções e infra-estruturas turísticas nas aldeias circundantes, incluindo um moderno teleférico.

“Existem seis aldeias nos arredores de Tatev, mesmo do lado do desfiladeiro, muito pobres. O mosteiro é uma vantagem competitiva nesta zona. Estas pessoas não têm uma agricultura muito boa, não têm recursos naturais e mas têm o Tatev. Isto vai trazer turistas e vida, vai criar empregos, diz Pegor”

Os promotores desejam uma mosteiro atractivo para estudantes, artistas, académicos e também peregrinos. Mas apenas o tempo dirá se esta pobre e remota zona vai ser revitalizada.