Última hora

Última hora

Abrir conta bancária noutro país da UE

Em leitura:

Abrir conta bancária noutro país da UE

Tamanho do texto Aa Aa

Pergunta de Astrid, de Estocolmo:

“Sou uma cidadã sueca e, em breve, por razões laborais, vou viver para outro país da União Europeia. Ouvi dizer que alguns bancos podem recusar a abertura de conta a cidadãos estrangeiros. É verdade?”

Resposta de Nina Koudelkova, do serviço de informação Europe Direct:

Os bancos têm a liberdade de aceitar ou não uma abertura de conta; é uma decisão comercial privada. Antes de a tomar, o banco deve tentar conhecer bem os seus potenciais clientes.

Isso pode exigir uma série de diligências quando o processo diz respeito a um não-residente. Daí que alguns bancos possam, de facto, não aceitar clientes estrangeiros. No entanto, é preciso ter em conta que a recusa só é aceitável mediante uma justificação plausível. Os bancos não podem discriminar nenhum cidadão da União Europeia com base na nacionalidade. Dito isto, há instituições que oferecem produtos especificamente criados para não-residentes e expatriados.

O nosso conselho é fazer uma ronda pelas várias ofertas existentes para estrangeiros. Se um banco recusar a abertura de conta, poderá apresentar uma queixa numa organização de proteção de consumidores, como a rede de resolução de litígios financeiros “FIN-NET”.

Para mais informações, ligue 00 800 6 7 8 9 10 11 ou visite o site europa.eu/youreurope

Se quiser deixar uma pergunta no U-talk, clique em baixo.