Última hora

Em leitura:

Rebeldes sírios querem envolver palestinianos na guerra civil - acusa Lavrov


entrevista

Rebeldes sírios querem envolver palestinianos na guerra civil - acusa Lavrov

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, em entrevista à Euronews, falou do conflito sírio.

Uma posição decisiva na esfera diplomática, porque a Rússia é um dos membros permanentes do Conselho de Sergurança da ONU.

Lavrov acusa os rebeldes de pretenderem arrastar os palestinianos para a sua guerra civil

Euronews – Admite a possibilidade de uma vitória da oposição, e a saída de Bashar al-Assad?

Sergey Lavrov – Não vai haver nenhum vencedor. É uma guerra de destruição mútua. Coisas horríveis estão a acontecer agora, à volta do campo de refugiados palestinianos. Eles estão a tentar arrastar os palestinianos, para esta guerra interna.

Euronews – A Rússia está pronta para reconhecer a oposição síria unida?

SL – Mas nós não precisamos de reconhecer ou não reconhecer, seja quem for. Trabalhamos com todos os grupos, sem exceção, todos aqueles que representam qualquer corrente da oposição síria. Da mesma forma que vamos trabalhar – estamos prontos para trabalhar – com a Coligação Nacional, ou qualquer outra formação que possa aparecer no campo de jogo político, do lado da oposição. A importância reside, não em dar ou recusar o reconhecimento, mas em empurrar todos para a mesma direção

Sergey Lavrov a defender negociações, em vez de uma guerra civil que, como disse, não terá vencedor.

E a acusar os rebeldes que pretenderem recrutar apoios, nos campos de refugiados palestinianos.

Certo é que Moscovo e Washington continuam distantes, nesta questão. São diferenças de opinião que acabam por paralisar as Nações Unidas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

entrevista

Pat McQuaid: "Ficarei até conseguir livrar-me do doping"