Última hora

Última hora

Mercado automóvel dos EUA a crescer

Em leitura:

Mercado automóvel dos EUA a crescer

Tamanho do texto Aa Aa

O setor automóvel está em crise na Europa. Em 2012 registou-se uma queda de 8,2 por cento, nas vendas, na União Europeia.

De acordo com a Associação dos Construtores Europeus de Automóveis, as vendas foram penalizadas pelas descidas em grandes mercados como França, Espanha e Itália. O mercado automóvel recuou para o nível mais baixo desde 1995.

No Salão Automóvel de Genebra, a decorrer até dia 17 de março, os presidentes das fabricantes europeias, opuseram-se a mais cortes orçamentais e pediram o aumento dos investimentos governamentais para reanimar o setor na Europa.

O mercado automóvel nos Estados Unidos da América dá sinais positivos.

A General Motors está a crescer, pelo terceiro ano consecutivo, Em 2012 obteve um lucro líquido de 4,9 mil milhões de dólares.

A indústria automóvel nos Estados Unidos parece estar a avivar, enquanto na Europa está a afundar-se. Connosco, a partir do Salão do Automóvel de Genebra está Susan Docherty, Presidente e Diretora Executiva da Chevrolet Europa

Tokunbo Salako: Estão a lançar um novo modelo…

Susan Docherty : “Em estreia mundial, aqui em Genebra, mostramos o novo Chevrolet Corvette conversível. É um carro desportivo com um incrível desempenho, que estamos a lançar aqui em Genebra. Lançámos a versão cupé em janeiro, em Detroit.”

euronews: Lançar um novo modelo com o mercado em recessão, é uma decisão prudente?

SD: “Bem, definitivamente o Corvette representa a alma da nossa empresa e cria muito interesse em torno da marca Chevrolet. Quando pensamos num mercado em recessão, como o da Europa, o que queremos é ser capazes de aproveitar algumas das oportunidades e quando pensamos sobre dois dos nossos mais famosos e icónicos modelos, um deles é o Corvette e o outro é o Camaro. O que o lançamento deste tipo de produto vai fazer é atrair as pessoas ao nosso stand para depois lhes mostrarmos a nossa linha.”

e: A Chevrolet está há pouco tempo presente na Europa e parece ir contra a tendência de outras grandes fabricantes europeias. Com exceção da BMW, estão todas a lutar. Qual a razão do vosso sucesso?

SD: “A Chevrolet é uma marca relativamente nova, que foi relançada aqui na Europa central e ocidental em 2005. Nos últimos 18 meses introduzimos 10 novos produtos para o mercado europeu. Por isso, é importante, mesmo num mercado em recessão, ir em busca das oportunidades. Os pequenos veículos utilitários desportivos são, certamente, uma oportunidade para nós e queremos apresentá-la aos consumidores europeus “.

e: Olhando para os Estados Unidos, voltou a crescer. É importante, para vocês, consolidarem a vossa posição aqui na Europa?”

SD: “O comentário que gostaria de fazer sobre os Estados Unidos é que nós vimos que o mercado, há 3 ou 4 anos, caiu para menos de 10 milhões de unidades vendidas e claro, o mercado está agora a fortalecer-se. A saúde dos Estados Unidos… O crescimento do mercado da Chevrolet está assente no facto de que continuamos a introduzir produto atrás de produto. A Chevrolet vai apresentar 20 novos modelos em 2013, cinco dos quais vamos introduzir aqui na Europa. Creio que o que devemos fazer, mesmo num mercado em crise, é encontrar oportunidades e mantermo-nos concentrados no crescimento da nossa marca. É isso o que estamos a tentar fazer aqui na Chevrolet.”