Última hora

Última hora

"Rússia precisa de modernização política e social", defende Christian Forstner

Em leitura:

"Rússia precisa de modernização política e social", defende Christian Forstner

Tamanho do texto Aa Aa

“Putin és um ditador”, gritaram manifestantes de origem ucraniana numa feira de negócios em Hanôver, na Alemanha, visitada pelo Presidente da Rússia.

Vladimir Putin estava acompanhado pela chanceler alemã, que também aproveitou a oportunidade para apelar ao respeito pela sociedade civil como fator de progresso.

“A Rússia deve dar oportunidade às organizações não governamentais, entre outras, que são reconhecidas na Alemanha como um motor para a inovação”, disse Angela Merkel.

Em causa estão as inspeções das autoridades russas, nas duas últimas semanas, a organizações não governamentais que recebem financiamento do exterior, incluindo duas que são patrocinadas por fundos alemães.

Apelidadas pelo Kremlin de agentes estrangeiros, são acusadas de apoiarem a oposição ao regime. Além do governo de Berlim, também as instituições da UE, em Bruxelas, e outras capitais europeias criticam esta deriva autoritária.

O correspondente da euronews em Bruxelas, Andrei Beketov, entrevistou Christian Forstner, diretor da Fundação Hanns Seidel, que tem um escritório em Moscovo.

“Algumas pessoas desconfiam das organizações não governamentais estrangeiras e isso explica as investigações em curso. As autoridades russas deveriam reconhecer que a modernização não se deve limitar apenas à economia, mas que é um conceito amplo que inclui modernização política e social”, explicou.

(veja a entrevista na íntegra em vídeo)