Última hora

Última hora

A ciência tem arte

Em leitura:

A ciência tem arte

Tamanho do texto Aa Aa

STEM versus pobreza

Licenciados em STEM – ciências, tecnologia, engenharia e matemática, também precisam de desenvolver a criatividade, para serem verdadeiramente inovadores. Anos de turbulência política no enclave da Somalilândia no Corno de África deram origem a uma pobreza generalizada. O enclave da Somalilândia é uma região numa luta pela estabilidade e pelo desenvolvimento na fase do pós-guerra. Vemos como a aprendizagem das STEM pode ajudar.

Design e ciência

Há alguns meses, uma equipa de jovens investigadores de todo o mundo decidiu participar num campeonato mundial de ciência organizado pelo famoso MIT, em Boston. A ideia central é a luta contra a tuberculose. Marguerite é especialista em design e vai ajudar os jovens cientistas a inovar. Pelo meio da ciência, tecnologia, engenharia e matemática introduziu as artes.

Ciência e arte

José Salgado é outro exemplo extraordinário de como as artes desempenham um papel importante num projeto científico. Usa as artes e as ciências para despertar a curiosidade e envolver os jovens nas STEM. Trazer a magia das estrelas e dos planetas até às pessoas não é tarefa fácil. Mas quando combinada com música e arte, o resultado pode ser surpreendente.

Facebook
Twitter