Última hora

Última hora

Factos curiosos sobre o dia "D"

Em leitura:

Factos curiosos sobre o dia "D"

Tamanho do texto Aa Aa

Foi há setenta anos. As praias da Normandia encheram-se de homens e mulheres, para muitos era o último dia das suas vidas. O dia “D” foi planeado com bastante antecipação e envolveu mais de 130 mil soldados aliados. É ainda considerada a maior operação naval do género de sempre. Cerca de 10 mil militares morreram, ficaram feridos ou foram feitos prisioneiros.

Ensaio sangrento

Antes do dia “D”, em abril de 1944, num ensaio da invasão aliada, um erro na atribuição de frequências de rádio, tornou as comunicações de tráfego confusas e intensas. A marinha alemã aproveitou a ocasião para causar estragos nas forças aliadas. Navios americanos de desembarque, pesados e sem comunicações eficazes, foram torpedeados. 800 homens morreram. Preocupados com as possíveis consequências do incidente na moral e fugas de informação, as chefias aliadas ordenaram um “blackout” total sobre o incidente.

Os receios de Churchill

O primeiro-ministro britânico, Winston Churchill, tinha perfeita noção do que poderia acontecer, com ou sem sucesso, muitas vidas humanas iriam ser perdidas. Antes de se deitar, confidenciou à mulher, Clementine: “tens a noção que amanhã, quando acordares, cerca de 20 mil homens poderão ter perdido a vida?”

Nomes de código

Para manter o secretismo da operação foram utilizados vários nomes de código, entre eles “Utah”, “Omaha” e “Sword”, que designavam praias na Normandia. Operação “Neptuno” era o nome para o desembarque, “Overlord” significava a batalha na Normandia.

Engodos

Para confundir os alemães, os aliados também realizaram operações de engodo. Simularam o desembarque noutras zonas da Normandia, lançando bonecos de paraquedas com gravações de disparos. Além disso, também lançavam informações erradas para induzir o inimigo em erro.

Dia “D”

Muitas pessoas questionam-se sobre o significado de dia “D”. Há quem pense que signifique dia do “Desembarque “ou dia de “Decisão”, por exemplo. Mas “D” apenas significa dia, tal como hora “H”, apenas significa hora.

Mau tempo adia desembarque

A data escolhida para o desembarque foi originalmente o 5 de junho, mas o mau tempo obrigou os aliados a adiar o desembarque por um período de 24 horas.

“Enigma” deixa de ser enigma

A Enigma era uma máquina criptográfica usada pelos alemães desde a I Guerra Mundial e julgava-se que era quase impossível ser decifrada, pois a máquina tem mais de 200 milhões de milhões de combinações. Mas antes do dia “D”, os aliados descobriram como descriptá-la com a ajuda de criptólogos polacos. Com a descriptação da Enigma, as forças aliadas perceberam se os engodos estavam a funcionar e até que ponto os alemães sabiam das operações.

A euronews acompanha em direto as cerimónias dos 70 anos do dia “D”.