Última hora

Última hora

The Corner: Mais um projeto megalómano que ameaça ruir no Real Madrid

Em leitura:

The Corner: Mais um projeto megalómano que ameaça ruir no Real Madrid

Tamanho do texto Aa Aa

O Real Madrid é o campeão da Europa em título. A sua linha ofensiva assusta qualquer um mas tal como aconteceu com os galácticos originais, os novos galácticos também dão a impressão de terem sido começados a construir pelo telhado.

E qualquer estrutura que é começada a construir pelo telhado até pode servir os seus propósitos durante algum tempo mas está condenada a cair. Os galácticos não são exceção.

Ainda é cedo para dizer que o projeto de Florentino Pérez está a ruir, mas para já os sinais não são nada animadores.

É verdade que os merengues precisaram de apenas onze minutos para construir uma vantagem de dois golos em San Sebastián mas acabaram derrotados pela Real Sociedad por 4-2. À segunda jornada, a primeira derrota.

Não param de crescer as dores de cabeça para Carlo Ancelotti. O italiano tem a ingrata tarefa de fazer funcionar um grupo de jogadores contratados apenas pelo seu mediatismo.

Angel Dí Maria era o motor da equipa mas já foi embora. Xabi Alonso era o pêndulo do meio campo mas também já rumou a outras paragens.

Tudo para acomodar James Rodríguez no onze titular. O colombiano pode ter sido um dos maiores destaques do mundial mas está longe de oferecer ao coletivo o mesmo que o argentino. Há muito trabalho pela frente para o técnico italiano.

Ajax também tropeça

Outro grande do futebol europeu que teima em não acertar passo é o Ajax. Os campeões holandeses sofreram a segunda derrota consecutiva no terreno do Groningen e ao cabo de quatro jornadas ocupam a sétima posição da Eredivisie.

A equipa de Amesterdão parece não ter recuperado psicológicamente da derrota sofrida no fim de semana passado perante os seus adeptos frente ao rival PSV Eindhoven.

O Groningen conquistou os três pontos graças aos golos de Eric Botteghin e Michael de Leeuw no segundo tempo e subiu à segunda posição com nove pontos. Na liderança continua o PSV, de vento em popa com quatro vitórias em outros tantos encontros.

A máquina de fazer golos chamada Chelsea
Em Inglaterra, o resultado mais surpreendente do fim de semana foi alcançado pelo Chelsea, que foi a Goodison Park golear o Everton por 6-3 e assumiu a liderança da Premier League.

Diego Costa bisou e foi uma das figuras dos londrinos. O hispano-brasileiro pegou de estaca na equipa e é neste momento o melhor marcador da Premier League com quatro golos.

O Chelsea impressiona pelo seu poderio ofensivo e leva já onze golos apontados em três encontros mas nem por isso José Mourinho se mostra satisfeito.

Antes pelo contrário. Os três golos sofridos frente ao Everton deixaram o técnico português à beira de um ataque de nervos.

Shakhtar de casa às costas

Na Ucrânia, o futebol é uma das muitas vítimas do conflito armado que afecta o país. Na semana passada, o campo de treinos do Shakhtar, em Donetsk, não escapou aos bombardeamentos. Cinco dias antes tinha sido o estádio dos campeões ucranianos a ficar danificado.

A cidade ucraniana continua a ferro e fogo e não há fim à vista para a resolução do conflito. Para garantir a segurança dos futebolistas, e porque infelizmente não pode fazer o mesmo pelos adeptos, há muito que a comitiva do Shakhtar se mudou de armas e bagagens para Kiev.

Já os jogos em casa implicam mais uma viagem, com o clube de Donetsk a optar por utilizar o estádio de Lviv, recinto que também acolherá os três jogos do Shakhtar na Liga dos Campeões, incluindo o desafio frente ao Porto agendado para 30 de setembro.

Os adeptos também tê lugar no The Corner

Apesar dos resultados desastrosos, esperamos que a experiência acumulada no Campeonato do Mundo tenha servido de alguma coisa.

Adivinhar os resultados dos encontros que se avizinham está longe de ser a nossa especialidade mas no próximo fim de semana regressa o futebol internacional.

A final do último mundial apenas foi decidida no prolongamento. Tendo em conta que no amigável do próximo fim de semana entre Alemanha e Argentina apenas se jogarão noventa minutos, o painel de especialistas da euronews joga pelo seguro e aposta num empate a uma bola.

Não tenha medo de partilhar as suas previsões nas redes sociais, usando a hashtag #TheCornerScores