Última hora

Em leitura:

Marc Márquez é bicampeão mundial de MotoGP aos 21 anos


speed

Marc Márquez é bicampeão mundial de MotoGP aos 21 anos

O céu é o limite para Marc Márquez. Aos 21 anos, o espanhol garantiu o segundo título mundial de Moto GP no segundo ano na categoria rainha do motociclismo. Depois de dez vitórias nas primeiras dez corridas, a dúvida não era se seria campeão do mundo mas sim quando.

A festa ficou reservada para o Grande Prémio do Japão e nem a má partida, que o fez cair para sexto, retirou confiança a Márquez. Ultrapassou Dani Pedrosa e Valentino Rossi. Deixados para trás os rivais, ficou com o título assegurado.

Jorge Lorenzo foi quem venceu em Motegi mas quem teve motivos para sorrir foi Márquez, segundo no final, na frente de ‘il doctore’ e de Pedrosa.

Aos 21 anos, o espanhol torna-se o mais jovem bicampeão mundial de MotoGP.

Márquez, que se estreou no Grande Prémio de Portugal de 2008 aos comandos de uma KTM de 125cc, ainda tem três provas esta temporada para continuar a bater recordes.

Na categoria Moto 3, Miguel Oliveira foi obrigado a abandonar depois de sofrer uma queda quando se encontrava entre o grupo que discutia a liderança.

Classificação final do Grande Prémio do Japão de MotoGP. Circuito de Motegi (24 voltas, 115,224 km)

1.º Jorge Lorenzo (ESP/Yamaha YZR M 1) 42’21’‘259 milésimos (média de 163,2 km/h)
2.º Marc Márquez (ESP/Repsol Honda RC 213 V) a 1.638s
3.º Valentino Rossi (ITA/Yamaha YZR M 1) a 2.602s
4.º Dani Pedrosa (ESP/Repsol Honda RC 213 V) a 3.157s
5.º Andrea Dovizioso (ITA/Ducati Desmosedici Open) a 14.353s

Mundial de Pilotos (15 de 18 provas disputadas)

1.º Marc Márquez (ESP) 312 pontos (Campeão do Mundo)
2.º Valentino Rossi (ITA) 230
3.º Dani Pedrosa (ESP) 230
4.º Jorge Lorenzo (ESP) 227
5.º Andrea Dovizioso (ITA) 153

FÓRMULA 1

Quatro triunfo consecutivo para Lewis Hamilton

Na Fórmula 1, Lewis Hamilton venceu o primeiro Grande Prémio da Rússia e aumentou a vantagem no mundial de pilotos para 17 pontos.

No entanto quem brilhou mais alto em Sochi foi Nico Rosberg. Um problema nos pneus obrigou o alemão a parar na segunda volta, regressou à pista na penúltima posição e ainda conseguiu terminar no segundo lugar. Uma recuperação notável que lhe permite continuar a sonhar com o título mundial.

Valteri Bottas foi terceiro e subiu ao pódio pela quinta vez esta temporada. Com a nona dobradinha de 2014, a Mercedes garantiu desde já o título mundial de construtores.

Classificação do Grande Prémio de Rússia (53 voltas, 309,732km)

1.º Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) 1h31’50’‘744 milésimos
2.º Nico Rosberg (GER/Mercedes) a 13’‘657
3.º Valtteri Bottas (FIN/Williams) a 17’‘425
4.º Jenson Button (GBR/McLaren) a 30’‘234
5.º Kevin Magnussen (DIN/McLaren) a 53’‘616
6.º Fernando Alonso (ESP/Ferrari) a 1’00’‘016
7.º Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull) a 1’01’‘812
8.º Sebastian Vettel (GER/Red Bull) a 1’06’‘185

Mundial de pilotos
1.º Lewis Hamilton 291 pontos
2.º Nico Rosberg 274
3.º Daniel Ricciardo 199
4.º Valtteri Bottas 145
5.º Sebastian Vettel 143
6.º Fernando Alonso 141
7.º Jenson Button 94
8.º Nico Hulkenberg 76

Mundial de Construtores

1.º Mercedes 565 pontos
2.º Red Bull-Renault 342
3.º Williams-Mercedes 216
4.º Ferrari 188
5.º McLaren-Mercedes 143
6.º Force India-Mercedes 123
7.º Toro Rosso-Renault 29
8.º Lotus-Renault 8

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

speed

Speed: Acidente grave de Bianchi mancha GP do Japão de Fórmula 1